Regras para conviver em família em tempos de opiniões polarizadas

A convivência em família é um desafio constante para pais e filhos, mas com uma boa dose de respeito, tudo fica mais fácil

Sabemos que a convivência em família, muitas vezes, não é algo tão simples. Uma boa dose de tolerância e bom senso é fundamental para que o convívio seja mais harmônico e pacífico.

Mas como manter uma boa convivência familiar em épocas de opiniões tão radicais? Pode até não ser extremamente fácil, e, para facilitar as coisas, a MetLife elaborou algumas regras que podem ajudar você, caso esteja passando por essa situação.

Respeito é fundamental

Em uma família, pessoas de diferentes gerações e que tiveram criações diferentes, moram debaixo do mesmo teto. Dessa forma, os conflitos de opiniões são praticamente inevitáveis entre pais e filhos ou parentes mais próximos. Por isso, não existe fórmula mágica e o respeito deve prevalecer.

Mesmo que você não concorde com a opinião do seu filho, por exemplo, por acreditar que ela seja radical demais, respeite-a. Vale frisar que respeitar é diferente de concordar. Você pode até não concordar com algo, por vários motivos, mas deve respeitar a opinião alheia, sempre!

Tolerância é a bola da vez

Você deve ter percebido que o mundo está completamente diferente de quando você era criança. Os valores mudaram com o tempo, a tecnologia invadiu os lares, existem relacionamentos online e uma enorme diversidade de ideologias, dentre várias outras mudanças. Por isso, uma boa dose de tolerância é fundamental para que o convívio familiar seja mais fácil.

Não adianta se estressar só porque o seu filho adolescente tem uma opinião totalmente oposta a sua. O problema é que ninguém vai ceder, caso aconteça uma discussão acalorada, pois cada um acredita tem sua própria ideologia. Mesmo que você acredite que esteja certo, o outro pode achar que não está. Por isso, a tolerância nesse caso é mais do que necessária.

O diálogo franco é uma ótima solução

Uma boa dica para que a convivência familiar fique mais harmônica, é estabelecer um diálogo franco e aberto com todos em casa. Em tempos de opiniões tão polarizadas, uma boa conversa nos momentos de conflitos, pode amenizar bastante a situação. Sabe aquele bom e velho bate papo com os filhos ou com o cônjuge? Ele deve acontecer sempre. 

Mas tenha cuidado para não “machucar” os outros membros da família com palavras duras, preconceituosas ou grosseiras. Elas podem disseminar a ira em todo o ambiente e deixar a já delicada situação, ainda pior. Sempre que precisar conversar com alguém, use palavras suaves, fale com calma e devagar. Bom senso ao falar com os outros é fundamental.

Não existe família perfeita, pois temos defeitos e qualidades. Dessa forma, para que a convivência em família, mesmo em tempo de opiniões tão radicais, seja a mais prazerosa possível, siga as nossas dicas e faça a diferença!