Cultura de execução: Ferramenta comportamental que te ajuda na rotina de trabalho

Saber como fazer as tarefas do dia a dia é essencial para melhorar o seu desempenho

Com a grande quantidade de tarefas que temos no dia a dia nem vemos a hora passar. Porém, às vezes, mesmo trabalhando muito, vemos que o trabalho não rende. Por que será que isso acontece? 

Nós da MetLife compreendemos que bem-estar é muito importante. Mas para isso, precisamos fazer com que nossa rotina de trabalho seja eficiente. É aqui que entra a cultura de execução. Confira, a seguir, mais sobre o que é esse termo e como ele pode ser aplicado em sua rotina. 

O que é a cultura de execução? 

A cultura de execução é um dos setes pontos do que se chama de Cultura de Alta Performance. Esses setes pontos são práticas organizacionais que as empresas podem aplicar para elevar o nível de desempenho organizacional e humano.  

O 5º item da Cultura de Alta Performance é a execução. Apesar de parecer que ela fale sobre o que fazemos, a verdade é que se refere a como fazemos o que fazemos. Ou seja, quais métodos são utilizados para se colocar algo em prática.  

Vamos utilizar como exemplo um escritor. A execução não é o ato dele escrever, mas sim como ele faz isso. Ele usa uma metodologia? Escreve pela manhã e revisa à tarde; pratica alguma técnica para mantê-lo focado, como o Pomodoro; ele utiliza algumas ferramentas para revisar o texto?  

A execução é muito importante, pois determina o andamento do projeto. Pois, mesmo que um projeto tenha um bom líder, esteja com os objetivos definidos, tem boas métricas, ele pode pecar na hora de colocar em prática. Isso pode causar atraso, desmotivação e baixa performance.  

Como a cultura de execução pode ser aplicada em sua rotina? 

A execução coordena três processos muito importantes para qualquer negócio: a estratégia, o plano operacional e o processo de pessoas. Podemos dizer que a execução indica o nível de maturidade de uma empresa. 

Responsabilidade 

Um líder de uma equipe deve atribuir responsabilidades para cada membro. Isso é importante para que a equipe se mantenha focada e cada um saiba exatamente o que precisa ser feito. É interessante trabalhar com objetivos SMART (Específico, Mensurável, Atingível, Realista e Temporizável) e com responsabilidades específicas e claras. 

Sendo assim, saiba definir exatamente o que você precisa fazer e em quanto tempo isso deve estar pronto. Ao ter essa definição, você conseguirá focar no que precisa para passar para a próxima etapa. 

Objetivos realistas 

Quando for implantar uma estratégia e criar os objetivos, é preciso que eles sejam realistas, aplicáveis e dentro da sua capacidade de execução. Caso contrário, isso resultará em frustração e desperdício de energia. 

Sincronização 

A execução é um processo sistemático, porém poucas empresas conseguem ter processos consistentes de gestão. Em geral, algumas são boas em gerir pessoas, outras em criar estratégias e outras em gerir a rotina, mas são poucas as que conseguem aplicar os três processos sincronizados. 

Sendo assim, tente melhorar cada processo de cada vez. Com o tempo é possível conseguir uma sincronização dos três processos e obter um maior desempenho. 

Incentivo 

Ao incentivar pessoas estamos dando a elas mais motivação para continuarem seu trabalho. Por isso, se você quer bons resultados, dê aos membros da equipe incentivos que os façam continuar seus trabalhos até o projeto ser finalizado. 

Se você trabalha sozinho, procure se dar incentivos. Isso pode ser feito a cada etapa do projeto finalizado ou a cada dia em que todas as tarefas foram cumpridas. A cultura de execução é essencial para que seu desempenho melhore e, assim, consiga colocar em prática todos os projetos que tem em mente.