Hackeando o processo: desperte sua criatividade

Compreenda sua mente criativa para gerar mais ideias

O mundo está mudando e exige de nós cada vez mais criatividade e proatividade. Ao saber que terão que inovar e gerar ideias que fujam do óbvio, muitas pessoas se sentem inseguras e são tomadas por pensamentos como: “Não vou conseguir!”, “Não sei fazer!”. Logo depois, o resultado é o famoso bloqueio criativo.  
 
Esse bloqueio nada mais é do que uma posição mais cômoda da nossa mente, que resiste em sair da zona de conforto. Por isso precisamos entender as etapas do nosso pensamento criativo para agir de forma mais eficaz.  
 
Nós da MetLife sabemos que criatividade é uma arma para contornar crises e nos destacar. Por isso, aqui vão algumas dicas para que você saia da caixa com mais facilidade: 

 
Desenhe o seu processo  

Lembre-se das últimas vezes em que você teve que criar alguma coisa. Como foram as etapas que antecederam a criação? Geralmente elas seguem um padrão. Escreva as suas ideias em uma folha (ilustre, se preferir) e deixe-a em um lugar visível para que você absorva mais facilmente o processo.  
 
É provável que haja um momento de chuvas de ideias pouco lapidadas e pensamentos contínuos sobre o assunto. Talvez, nesse meio tempo, algumas opções surjam. Logo depois, pode vir um momento de relaxamento ou distração. E de repente… eureca! 
 

Se arrisque no brainstorming 

Supere seu ego e o medo de julgamentos. A melhor forma de aquecer nossas mentes criativas é o brainstorming, ou seja, jogar no ar ou no papel qualquer tipo de ideia sobre o assunto em questão.  

Se possível, chame pessoas para participar e não tenha medo de dividir ideias. É assim que elas se multiplicam e se aprimoram. Esta prática pode tornar o processo criativo ainda mais rico.  
 
Pesquise referências  

Pesquise, pesquise e pesquise. Entenda o que marcas e pessoas estão fazendo pelo mundo. Tudo pode servir como base e referência para a sua criação. Você pode unir uma coisa à outra, ou quem sabe pesquisar o que muitos estão fazendo e tomar um caminho totalmente diferente.  

Saber o que está dando certo, o que os públicos gostam e não. Faça uma pasta com suas descobertas, procure estímulos visuais (o Pinterest é uma ótima ferramenta, por exemplo). Ouça conversas e se atente para o que acontece nas ruas. Não há regras. Tudo pode enriquecer a sua potência criativa.