Redes sociais: qual será o limite para nossa saúde?

As redes sociais estão cada vez mais presentes em nossas vidas, mas devem ser usadas com equilíbrio

Não é novidade para ninguém que o Brasil é um país conectado. Para se ter uma ideia, cerca de 63% da população brasileira faz uso diário da internet. Quando o assunto é redes sociais, cerca de 130 milhões de pessoas são usuárias do Facebook. Diante disso, surge um dilema: qual o limite saudável de uso das redes sociais que não prejudique a nossa saúde? Veja o que a MetLife abordou sobre esse assunto e fique por dentro.

Redes sociais: tudo tem um limite

Não podemos negar que as redes sociais são um verdadeiro sucesso na internet e conquistam, cada vez mais, um maior número de usuários. Além da sua imensa importância para nos conectarmos com outras pessoas, as redes sociais também trazem inúmeras vantagens e facilidades no dia a dia.

Mas é preciso que haja um limite de uso das redes sociais, pois nada pode ser em excesso. Se você fica conectado praticamente 24 horas por dia no Facebook, por exemplo, é melhor rever isso, pois pode estar dando muita prioridade para algo que, muitas vezes, não tem tanta importância. Uma boa dica é estabelecer um determinado horário do dia para acessar as redes sociais. 

Tenha prioridades em sua vida

Não estamos falando que acessar as redes sociais não seja importante em no seu dia a dia, mas elas não devem ser a principal prioridade da sua vida. Por isso, não foque 100% da sua energia e do seu tempo em navegar pelas redes sociais o tempo inteiro, pois isso pode acabar te prejudicando.

Lembre-se de que você tem um emprego, família, lazer, amigos e compromissos que precisam da sua atenção e são importantes em sua vida. Navegar nas redes sociais pode até ser prazeroso, mas isso não deve ser prioridade no seu cotidiano. Foque no que realmente é importante.

Cuidado com o vício em redes sociais

Se você já acorda todas as manhãs acessando o Facebook ou Instagram pelo celular e vai dormir achando que deveria ter ficado mais tempo online, pode estar viciado em redes sociais. Esse problema é mais comum do que se imagina, principalmente entre as pessoas mais jovens.

Passar a maior parte do dia conectado às redes sociais pode ser considerado um vício, que pode ser difícil de ser curado. Para evitar problemas maiores, monitore o tempo que você fica conectado nas redes sociais e tenha muito cuidado para esse tempo não ser cada vez maior. Todo vício é prazeroso, lembre-se disso!

Desconecte-se um pouco

Por mais que seja difícil ficar offline das suas redes sociais, por qualquer motivo, que tal experimentar fazer outras coisas em suas horas vagas? Opções é o que não faltam: atividades físicas, passear com a família, ir ao cinema, escutar uma boa música ou dar uma volta no shopping.

Faça qualquer coisa que não te mantenha conectado com o mundo online. Deixar a tecnologia de lado, de vez em quando, faz bem para o corpo e para a mente. Por isso, experimente deixar suas redes sociais de lado, pelo menos uma parte do dia, para fazer coisas que lhe dão prazer. Sua saúde mental agradece!

As redes sociais chegaram para ficar, mas devem ser usadas com equilíbrio para não prejudicar sua saúde e seu convívio em família.