Técnica Pomodoro: Uma forma ágil de conseguir foco para as tarefas diárias

Conheça a técnica que pode te ajudar a ganhar mais foco para estudar e realizar os trabalhos do dia a dia

Nosso dia a dia está cada vez mais cheio de distrações. É o celular com mensagens do trabalho ou de casa, o computador e as redes sociais, mais tantas outras coisas que, praticamente inviabilizam um longo tempo concentrado em uma única tarefa.

Aqui na MetLife, nós entendemos que para que uma tarefa seja feita da melhor forma e no melhor tempo, precisamos de foco. Sem contar que permanecer focado é uma forma de manter a mente saudável e trabalhando em sua melhor condição.

Por isso, queremos que você conheça a técnica Pomodoro. Uma forma regrada de se manter focado nos estudos ou afazeres e que, graças a sua dinâmica, é capaz de trabalhar o aumento da concentração, da produtividade e também aliviar a ansiedade.

Como o Pomodoro ajuda na concentração

A técnica desenvolvida pelo italiano Francesco Cirillo, no final da década de 80, faz com que o trabalho renda justamente por criar períodos de foco de 25 minutos e que não podem ser interrompidos.

Basicamente é a ideia de dividir fluxos de trabalho ou estudos em blocos de foco (ou Pomodoros) e concentração total, sem distrações. Uma curiosidade: o nome da técnica se deve ao fato do primeiro cronômetro usado por Cirillo ter formato de tomate (pomodoro em italiano).

Pomodoro colocado em prática

Para iniciar os trabalhos é importante criar uma lista com todos os afazeres do dia e programar um cronômetro com ciclos de 25 minutos (atualmente, existem aplicativos que podem ajudar nessa tarefa).

Depois é só iniciar uma tarefa e trabalhar nela, sem interrupções, até o final do tempo.

Quando os 25 minutos tiverem passado, dê uma pausa de 5 minutos (se mova, caminhe pelo espaço) e recomece o próximo período de trabalho. Esse processo pode ser repetido indefinidamente durante todo dia.

Vale lembrar que, para que o cérebro se mantenha em sua melhor forma, é indicado que a cada quatro Pomodoros (1 hora), uma pausa de 30 minutos seja feita.

Avaliando a produtividade em Pomodoros

Algo interessante como parte desse sistema de trabalho é a possibilidade de entender quanto tempo você leva para entregar tarefas. Algumas de suas atividades tomarão mais de um ciclo Pomodoro, por isso você pode marcar ao lado da tarefa quantos Pomodoros foram necessários para finalizá-la.

Isso vai ajudar a traçar metas e prazos de uma forma bem mais simples.

Adapte a técnica a você

É sempre bom lembrar que a vida é adaptação, não é verdade? Então, vale a pena levar em conta quando for o momento de realizar uma tarefa complexa - que normalmente vai demandar mais tempo - e “esticar” os períodos do Pomodoro. Afinal de contas, parar no meio de um raciocínio complexo não é uma boa ideia.

E ainda, em caso de tarefas muito desgastantes, pensar em períodos de descanso maiores pode ajudar na retomada das atividades de forma mais focada.