3 coisas mudam quando uma pequena empresa oferece benefícios. Descubra quais são.

A estratégia ajuda a reter talentos e fazer a sua empresa crescer.

Gerenciar uma pequena empresa é uma tarefa e tanto, ainda mais em um mundo que muda tão rápido. É planejamento que não pode parar, esforço de vendas para um novo produto, departamento comercial e, claro, a gestão de talentos. Aliás, essa é uma das tarefas mais importantes, uma vez que vivemos em plena "Era do Conhecimento", ou seja, o capital humano é o grande ativo da maioria das empresas, principalmente das menores.

Neste sentido, oferecer benefícios pode ser encarado como algo interessante, mas quase nunca prioritário. O que pode ser um erro. Em nosso Estudo de Tendências para Funcionários (EBTS 2018), nós da MetLife descobrimos que, oferecer benefícios com base nas principais necessidades de seus funcionários pode ajudar nas suas taxas de retenção e engajamento, trazendo retornos tangíveis que podem impactar diretamente o sucesso da empresa.

Para ajudar você a entender melhor esse cenário, separamos 3 principais insights que mostram como os benefícios podem ajudar o seu negócio

Com um bom pacote de benefícios, você aumenta a dedicação de sua equipe

Você sabia que substituir um funcionário custa em torno 20% do salário anual dele? Um bom pacote de benefícios é um importante fator para que o empregado continue no cargo.

O valor atribuído pelos funcionários aos benefícios é tão efetivo quanto a satisfação com salário ou mesmo contar com os direcionamentos de um líder atencioso. Em nosso estudo, a análise comparativa demonstra que aumentar a percepção de valor dos funcionários em relação a seus benefícios pode torná-los mais engajados.

Produtividade: trabalhando melhor

Desde a última realização do nosso estudo no Brasil, nós vimos como as questões financeiras dos funcionários estão tendo cada vez mais impacto no ambiente de trabalho. Cerca de 37% dos funcionários atualmente concordam que passam mais tempo pensando sobre as finanças pessoais durante o trabalho do que deveriam.

Não é de admirar que 82% dos empregadores no Brasil agora nos dizem que fornecer serviços de planejamento financeiro é uma meta muito importante para seus programas de benefícios.

Opções fazem valer mais o investimento

Os benefícios clássicos estão perdendo a força. E independentemente do estágio da vida, há um apetite entre os funcionários por benefícios flexíveis (mesmo com copagamento) ao invés de dinheiro para comprar cobertura de forma independente.

Nosso estudo também mostra que os empregadores no Brasil concordam que os benefícios voluntários agregam valor e têm um bom custo-benefício quando comparados aos seus pares regionais. Sabia que 86% das empresas participantes do estudo concordam que os benefícios voluntários são uma maneira econômica para agregar valor ao pacote geral de benefícios?

A dica neste cenário é utilizar as ferramentas de comunicação interna de sua empresa para fazer uma rápida pesquisa e, assim, descobrir quais são as principais necessidades dos seus funcionários e quais benefícios podem atendê-las.

Chegou a hora de agir!

Se você está pensando no crescimento de sua pequena empresa e, mais do que isso, na criação de uma cultura corporativa que valoriza os talentos que contratou, conheça nosso estudo completo, disponível para download aqui. E entre em contato com o seu corretor de confiança.