Como desenvolver um código de conduta organizacional?

Padrões de comportamento e procedimentos fazem parte dos valores de uma empresa e ajudam a melhorar a imagem corporativa

Desenvolver um código de conduta organizacional passou a ter uma grande importância nas empresas, independentemente de seu porte e de seu ramo de atividade.

Grandes corporações brasileiras têm, atualmente, reavaliado seus procedimentos internos e readequado seus códigos de conduta com o objetivo de melhorar a sua imagem perante a opinião pública e a imprensa de forma geral. 

Mas, você sabe o que é código de conduta e como desenvolvê-lo? E como ele impacta positivamente em uma organização? Vamos descobrir!

O que é código de conduta

Código de conduta também pode ser chamado de código de ética. Ele serve para definir padrões de comportamento, procedimentos e maneiras de atuação dos colaboradores dentro e fora da companhia.

O código de conduta elimina qualquer dúvida em relação à natureza ética. Ele deve ser divulgado para todos os colaboradores e deve fazer parte da cultura organizacional da empresa.

Os clientes, fornecedores, órgãos governamentais e fiscalizadores e a comunidade onde está inserida a empresa também devem ter conhecimento do código e devem contribuir para seu acatamento.

Como desenvolver um código de conduta?

1) Criação de um comitê

Os códigos de conduta das empresas são definidos e determinados pela alta administração. Podem ser especificados durante a realização do seu planejamento estratégico ou em um comitê exclusivo para a sua criação.

Devem fazer parte deste comitê o mais importante dirigente da empresa e representantes do RH e do jurídico, bem como dos setores mais relevantes da companhia.

Esse comitê pode ter uma atuação contínua avaliando e acompanhando as eventuais situações de desvio de conduta por parte dos colaboradores.

2) Apresentação do conteúdo

A apresentação do conteúdo do código deve ser clara, objetiva e direta, possibilitando o fácil entendimento por todos. Deverá ser constituído por frases curtas, porém bem explícitas.

Deve ser revisto por algum advogado, caso não tenha a presença de um no comitê, para avaliar a sua legalidade.

3) Conteúdo

O conteúdo do código de conduta deverá refletir as diversas relações que os colaboradores terão nas seguintes interlocuções:

●      com outros colaboradores;

●      com os superiores hierárquicos;

●      com os clientes;

●      com os fornecedores;

●      com os concorrentes;

●      com os acionistas;

●      com os candidatos a eventuais vagas;

●      com as comunidades onde a empresa está inserida;

●      com a imprensa e canais de comunicação:

●      com os órgãos governamentais;

●      com os agentes de fiscalização;

●      com o meio ambiente. 

Quais os impactos positivos na empresa?

Vários pontos positivos são percebidos após a geração e divulgação de um código de conduta. Vamos listar alguns:

●     Melhoria da imagem

A implantação de um código de conduta traz para a empresa uma melhora na sua imagem perante todos os componentes de sua rede de relacionamento.

●     Padronização dos relacionamentos

Normatizar e padronizar os relacionamentos são outros pontos positivos para as corporações. Definir qual a conduta perante todos os interlocutores transmite uma seriedade e uma responsabilidade para todo o ecossistema no qual a empresa habita.

●     Possibilidade de diagnóstico de desvio de conduta

Com a utilização do código de conduta é possível o acompanhamento, a avaliação e a punição de eventuais desvios de conduta.

Normalmente, para o acompanhamento, é montado um comitê de conduta ou de ética que tem como objetivo avaliar as denúncias que foram registradas de forma sigilosa. Punições devem ser previstas, mas o propósito deve ser sempre o de educar e conscientizar os colaboradores.

●     Segurança institucional

Um código de conduta traz a reboque uma segurança institucional para os colaboradores que seguem seus preceitos. Isso é importante principalmente quando há um relacionamento com interlocutores externos.