Como estimular profissionais maduros em diferentes idades?

Entender o comportamento de funcionários veteranos ajuda na produtividade da empresa

O mercado de trabalho está começando a mudar e, nessa linha, os profissionais maduros estão ganhando mais espaço. Segundo uma pesquisa do instituto Datafolha, a fatia dos brasileiros com 60 anos ou mais, empregados ou em busca de emprego, cresceu 20% nos últimos dez anos. Nesse mesmo período, pessoas de 50 a 54 anos passaram de 10,5% para 16,5%.

A partir dos números, é relevante você, gestor, pensar em como deixá-los cada vez mais dispostos dentro da sua empresa.

Nós, da MetLife, pensamos sempre em fortalecer os laços profissionais com pessoas de estilos e idades diferentes. Por isso, selecionamos quatro dicas para você encorajar os mais maduros a produzir com vontade. 

Entenda cada um individualmente

Colaboradores seniores com idades diferentes apresentam costumes não semelhantes uns dos outros. Do ponto comportamental, uns são mais compreensíveis; outros ranzinzas, independente da faixa etária.

Nesse aspecto, é saber ouvir e entender como cada um reage. Alguns vão reclamar que trabalhar com jovens não é o ideal; outros vão dizer que o barulho incomoda.

O importante é que o RH, em parceria com o gestor, converse individualmente para melhorar os pontos em conjunto. 

Exija a acessibilidade 

Em razão da idade avançada, certos profissionais precisam de boa acomodação. Invista em equipamentos de melhor conforto, como cadeiras macias e mesas amplas.

Outro ponto são deficiências naturais da idade, como perda de audição e de visão. Converse a uma altura mais adequada para que eles entendam o necessário. Caso o barulho incomode, pergunte a ele se prefere de um local mais afastado para realizar suas tarefas.

Essas regras servem para você, gestor, e sua equipe. Afinal, cada um tem suas necessidades, além disso, profissionais maduros portam conhecimento por suas experiências de vida.   

Melhore a flexibilidade do horário

Pessoas mais velhas não tem paciência dos problemas de ir e vir da casa para o trabalho, ainda se a distância é enorme e o trânsito vira um caos, afinal, não há saúde que aguente. Nesses casos, seja flexível com eles adotando uma medida de home office. O sistema já incluso em empresas de pequeno, médio e grande porte, ajuda no desempenho do funcionário.

O profissional poderá trabalhar em seu escritório e, durante as reuniões, conversar via plataforma digital, como o Skype. Além da maleabilidade, o veterano se sentirá mais motivado por estar próximo de familiares.

Lembre-se de que todo o colaborador pode contribuir para os processos da empresa. As diferentes gerações têm muito a adicionar em todos os ramos, então use seu poder de persuasão e vá além até chegar ao sucesso.  

Trate seu funcionário como único 

Um colaborador mais velho é quase sempre tratado como rei pelo tempo de carreira que exerce ou pela idade. Nesses casos, o líder pode estimular o sênior a continuar em sua equipe tratando-o de igual para igual. Profissionais mais velhos, inclusive os acima de 70 anos, merecem ser ouvidos com cautela, e saber que é especial ajuda no bem-estar emocional e físico.