Competitividade interna: quando estimular e quando equilibrar em sua equipe

Veja os prós e contras desse tipo de formato nas empresas

Competir faz parte da rotina do ser humano. Esse ato exerce no ser humano o senso crítico para buscar coisas novas, por isso, é comparado ao desafio. Se, por um lado, podemos perceber como uma forma positiva, por outro pode levar a consequências graves.

Nós, da MetLife, sabemos que concorrer com outras pessoas aguça a nossa autoestima, ao mesmo tempo que pode nos enfraquecer. Por isso, vamos mostrar os pontos positivos e negativos para você refletir se é válido para a sua empresa.

Por que é bom estimular a competição no trabalho?

Uma das consequências positivas é o aumento da produtividade de trabalho. Grande parte dos empresários acredita que essa fórmula é saudável, pois gera adrenalina na busca da meta atingida.

Se o profissional está desanimado por causa das mesmas tarefas diárias e o líder aguça essa disputa, certamente o funcionário se sentirá motivado a cumprir sua função. Quando perceber, terá conquistado resultados satisfatórios para si e para a empresa.

Mas a instituição deve atentar-se em promover a concorrência entre os mesmos segmentos. Por exemplo, um funcionário que trabalha com vendas de utensílios para casa deve concorrer com profissionais do mesmo nicho.

Por que é preciso saber equilibrar?

As empresas devem se manter em alerta aos exageros para não ocorrer problemas futuros. Ambientes conflituosos e sem ética provocam brigas e discussões entre os colaboradores que acabam deteriorando o principal foco: a produtividade.

Um ponto preocupante é que lugares nessa sintonia negativa levam pessoas de má índole a cometer fraudes para atingir seus propósitos. Esse trabalhador tende a manipular os demais, gerando desavenças entre o restante da equipe.

Além disso, o local corporativo que suga os profissionais a ponto de eles darem tudo de si para a empresa provoca estresse e provocações. Esses tipos de sentimentos provocam problemas emocionais e de saúde.

 Dicas para proporcionar a competitividade de forma saudável:

- Priorize candidatos que possuem perfil de disputa:

Principalmente aqueles que procuram crescimento profissional com tenacidade. Nesse quesito, os recrutadores devem ser criteriosos para separá-los dos que não se enquadram no valor da instituição.

- Promova igualdade:

A melhor maneira de implementar uma competição saudável é fomentar o senso de igualdade entre todos. Por isso, passe a ideia de que as metas serão igualitárias entre os operadores.

- Forneça feedback aos trabalhadores:

Os comentários sobre desempenho são sempre importantes para incentivar os funcionários a melhorar e corrigir seus erros.

Conclusão

A empresa deve fomentar equilíbrio entre competição sadia e cooperação. Afinal, uma empresa é construção em equipe, não de indivíduos que só pensam em si e em suas carreiras. Pense nisso!