3 maneiras de demitir alguém com o mínimo de empatia

A despedida precisa ser pensada com carinho, se colocando no lugar do outro

Na iniciativa privada, quem presta serviço em qualquer empresa, está sujeito a perder o emprego, pois no mundo corporativo o cenário econômico pode mudar de uma hora para outra. Mas e quando chega àquela hora da demissão de algum funcionário em que o gestor precisa ter, pelo menos, um pouco de empatia? Por mais que seja uma situação delicada, a MetLife vai te dar 3 boas dicas para você fazer isso, sem mágoas ou constrangimentos de ambas as partes.

Jamais demita alguém em público

Demissão do trabalho, independente dos motivos, é difícil de ser digerida por quem foi demitido, principalmente quando não se espera que tal fato aconteça. Por mais que você não tenha muita convivência com determinado colaborador da sua equipe, o que é algo natural, se resolver demiti-lo, jamais faça isso na frente das outras pessoas.

Isso pode ser extremamente constrangedor para quem recebe a notícia. Além da demissão ser algo que pode abalar bastante o emocional da pessoa que foi demitida, se ela for feita na frente dos outros colegas de trabalho, pode causar impactos negativos no colaborador ao seu respeito. Demonstre sensibilidade, leve o funcionário até uma sala particular e comunique o fato.

Explique os reais motivos da demissão do colaborador

Na hora de demissão, você precisa deixar claro para o colaborador quais são os reais motivos que ele está sendo demitido. A tendência natural é ele pensar que a qualidade do seu trabalho não atendeu as expectativas da empresa, o que nem sempre é verdade. O mais importante é que o funcionário saiba o que levou à sua demissão.  Por isso, toda sinceridade da parte do gestor nessa hora é sempre a melhor coisa a se fazer.

É claro que os motivos para se demitir alguém podem ser vários. Tudo depende da situação atual da empresa e da necessidade ou não de manter aquele profissional em seu quadro de funcionários. Por isso, converse de uma forma delicada e pergunte se a pessoa entendeu o porquê está sendo demitida, deixando espaço para ela também colocar o seu ponto de vista.

Se for possível, indique o funcionário para outra empresa

Perder o emprego traz bastante incertezas para todos nós. Afinal, ninguém espera ser demitido de uma hora para outra. Por isso, que tal se colocar no lugar de quem acabou de perder o emprego e indicar a pessoa para fazer uma possível entrevista em outra empresa? Demonstrar sensibilidade e empatia pelo próximo pode deixar o clima menos “chato”, quando se trata de demissão.

Principalmente se o funcionário que está sendo demitido sempre exerceu bem as suas funções, entregando as tarefas dentro do prazo, mas que por motivos alheios à sua vontade, teve que ser desligado da empresa. Uma esperança, mesmo que seja pequena, nesse delicado momento, pode ser reconfortante.

Dessa forma, por mais que seja difícil demitir algum colaborador, demonstrar empatia pelos outros pode fazer muito bem.