Educação Midiática: Como lidar com fakes news.

O que suas equipes poderão ganhar com a educação midiática

Saber ler e compreender, hoje, já não é suficiente. Para além da alfabetização convencional que nos habilita a viver em sociedade, surge uma nova necessidade: a Educação Midiática.

Este novo tipo de alfabetização é uma consequência direta da revolução tecnológica e do aparecimento das redes sociais. Nunca fomos tão expostos a tanta informação ao mesmo tempo. Mas será que sabemos ler estas informações?

Sem dúvida, são necessárias diferentes ferramentas para compreender estes novos tipos de comunicação.

A MetLife está atenta a estes novos fenômenos da sociedade em que vivemos e selecionou, para você, informações relevantes para compreender como por exemplo, a fake news.

Educação Midiática: o que é?

Também conhecida como literacia digital ou alfabetização digital, a Educação Midiática poderá ser entendida como um conjunto de competências que tem como objetivo permitir que as pessoas possam analisar, avaliar e produzir, de forma mais segura e crítica, mensagens e informações.

Diferentes meios, diferentes olhares

Hoje, jornais e revistas disputam o território da informação com novos suportes como plataformas, sites, blogs, redes sociais, aplicativos. É, sem dúvida, um novo universo que precisa ser decifrado.

Filtrar as fontes

Mas como lidar com esta quantidade imensa de informações? Se, há pouco tempo, as pessoas procuravam informações em meios como jornais, televisão e revistas, atualmente, as fontes se diversificaram. 

Inclusive, elas chegam, sem pedir licença, na nossa feed. Por isso é fundamental saber filtrar as informações e escolher as fontes mais credenciadas.

Neste sentido, a Educação Midiática desempenha um papel fundamental.

Fake news

Para além das vantagens de uma sociedade mediatizada em que praticamente tudo se encontra a distância de um clique, este processo também tem desvantagens.

A multiplicação das fontes de informação criou as circunstâncias favoráveis para o surgimento das fake news.

Este termo em inglês, indica que falamos de notícias falsas. Estas notícias, sem compromisso com a verdade dos fatos, são criadas com objetivos específicos e deve ser evitado o seu compartilhamento.

Conhecer para prevenir

A Educação Midiática é fundamental para lidar com o fluxo de informação. E há uma diferença que é importante ser feita: informação não é o mesmo que conhecimento. Sem dúvidas, estão relacionadas, mas o conhecimento exige uma postura crítica.

O que a Educação Midiática pode fazer pela sua equipe? 

Para beneficiar das vantagens que as mídias sociais nos proporcionam, é necessário conhecer e usar bem essas ferramentas. Há algumas dicas que podem ajudar na contribuição para o trabalho colaborativo em equipe. Medidas simples que fazem a diferença.

  • reconhecer fake news;

  • melhor uso das redes sociais

Saber selecionar as fontes de informação é fundamental. Órgãos de informação credíveis tem como responsabilidade editorial checar a veracidade das notícias antes de sua publicação. Assim, sua equipe evitará o compartilhamento de fake news.

As redes sociais podem ser uma ferramenta poderosa de trabalho e socialização, mas também uma fonte de distração e exposição desnecessária. Neste sentido, a Educação Midiática poderá ser útil ao potenciar o uso adequado das redes sociais.