Conheça como algumas empresas conseguiram eliminar o uso de e-mail no dia a dia

Novas plataformas como o Slack se destacam no mercado

Com a consolidação do vale do silício way of life e o estilo profissional dos millennials, as relações de trabalho vieram se modificando pelo mundo nas últimas décadas. Trabalhar em um posto de trabalho fixo no escritório, por exemplo, já não é mais um requerimento em várias empresas. O número de pessoas que trabalha remotamente só nos EUA aumentou 103% desde 2005, e pelo menos 3.7 milhões trabalham de casa pelo menos meio período. E isso não significa necessariamente mais e-mails corporativos trocados entre eles.

Nós da MetLife estudamos tendências conversando com clientes e consumidores e usamos análises avançadas para identificar novas demandas e comportamentos no mercado. Dessa forma, percebemos que novos canais de comunicação ganharam força e revolucionaram a forma como as pessoas trabalham, sobretudo, em empresas de pequeno e médio porte.

Soluções de vídeo conferência como o Skype, Google Hangout e WhatsApp, e programas que permitem que as pessoas trabalhem de forma colaborativa, ao mesmo tempo e remotamente como o Google Drive e Docs, Assana, Trello e apps de comunicação como o Slack são ferramentas de trabalho cada vez mais usadas no mundo empresarial moderno. Daí vem a questão: estaria o e-mail corporativo se tornando obsoleto? Em alguns casos, sim.

O e-mail piorou na última década

Um ponto contra os e-mails corporativos é que hoje em dia cerca de 90% dos e-mails que recebemos são comunicações automáticas de serviços web, que vão desde e-mail marketing, atualizações em redes sociais, spam e etc...

Slack: o matador

O Slack é "acusado" por ter sido a forma como os Millenials "mataram" o e-mail corporativo. Slack, uma startup fundada por Stewart Butterfield (CEO), em agosto de 2013 e avaliada em 7.1 bilhões de dólares em 2018, traz ferramentas de comunicação interna que diminuem significativamente a necessidade do uso do e-mail corporativo, permitindo formar comunidades, tarefas e times dentro da empresa como uma forma de organizar a comunicação nas áreas com variados features e possibilidades. Ele também é um software gratuito e que funciona muito bem na versão mobile, ao contrário de alguns formatos de e-mails corporativos. 

Grandes empresas x pequenas e médias empresas

Entretanto, especialistas ponderam que essas novas ferramentas de comunicação funcionam melhor para pequenas e médias empresas, mas consolidá-las em empresas de grande porte pode ser um desafio maior. Elas até as implementam em determinados departamentos, mas como tentativas isoladas.

Sendo assim, novas ferramentas como o Slack associadas ao Assana, Trello, Skype, serviços Google e muitos outros, podem ter abalado a hegemonia do e-mail corporativo como forma de comunicação principal no ambiente de trabalho, principalmente, se tratando de startups e empresas de médio porte - que ainda usam o e-mail ainda que de forma bastante reduzida. Porém, isso não significa necessariamente que o e-mail esteja com os dias contados nas grandes corporações. 

A verdade é que os millennials não mataram os e-mails, eles apenas preferem outras formas de comunicação seja na vida pessoal, seja na vida profissional. E vale se manter atualizado sempre no que vem por aí para simplificar a vida e aumentar a produtividade no ambiente de trabalho.