Mensagens de trabalho fora do horário? Fiquei atento, pode ser hora extra

Entenda os casos em que pedidos de trabalho fora do horário estão configurados como demanda extra

A rotina de trabalho moderna costuma ser tão intensa que, muitas vezes, a fronteira entre vida pessoal e profissional acaba perdendo um pouco as definições, não é mesmo?

Como parte dessa dinâmica, não é difícil recebermos e-mails ou mensagens depois de termos saído do escritório ou durante o final de semana. No entanto, isso além de se transformar em uma ferramenta de alto estresse também pode ser configurado como hora extra de acordo com as leis trabalhistas brasileiras.

Aqui na MetLife nós entendemos que, para que as equipes possam render sempre em seu melhor desempenho, é importante que o tempo de descanso e lazer seja respeitado e faça parte da agenda fixa de todas as pessoas. 

Pensando nisso, listamos alguns cuidados que precisam ser tomados para que os e-mails e mensagens fora de hora não se tornem hora extra. Vem com a gente!

Como saber se é ou não hora extra?

De acordo com as regras vigentes no Brasil, qualquer atividade referente ao trabalho que seja realizada fora do horário estipulado, configura hora extra. A atual legislação trabalhista configura um limite máximo de trabalho de oito horas por dia e 44 horas semanais.

No caso de uma mensagem de Whatssap ou um e-mail demandando a realização ou envio de uma tarefa, o período entre o recebimento e o envio do que foi pedido precisa ser contabilizado e posteriormente ser integrado a um banco de horas ou ao pagamento de horas extras. Essa regra vale tanto para demandas via contas corporativas quanto pessoais.

Quem não está coberto por essa realidade?

É importante ficar atento aos detalhes da lei, já que nem todos os modelos de trabalho estão cobertos. Por exemplo, funcionários que exercem cargos de gerência ou atividades externas, não se enquadram como parte dessa regra.

No entanto, funcionários que trabalham em casa, de forma remota, com horários controlados por meio de ferramentas tecnológicas, podem receber dos juízes parecer favorável a cobrança de horas extras por pedidos de serviço realizados fora do horário de trabalho.

Você realmente precisa responder a mensagem?

Por fim, é sempre bom ficar atento se existe ou não a necessidade de responder a demanda exigida após o horário de trabalho, já que muitas vezes um dos fatores que causam tanto o pedido da demanda quanto a resposta, é a ansiedade.

A vida sempre conectada acaba gerando uma necessidade de resposta rápida que nem sempre é importante para aquele momento. Vale ainda ficar atento ao que foi acordado no ato da contratação, pois se a tarefa para a qual você foi contratado demanda atenção em períodos fora do horário, e se esses períodos estão sendo pagos de acordo com o que foi acordado, não há a configuração de hora extra.

Com toda essa conectividade e alta demanda de serviços, buscar ferramentas que sejam capazes de manter a saúde em dia é essencial e a MetLife, por meio de seus pacotes de cuidados, é uma boa ideia para manter corpo, mente e finanças sempre em suas melhores formas.