O que é controle de riscos e como fazer em sua empresa?

Essa estratégia ajuda a identificar oportunidades que possam gerar valor para toda a organização

Um dos fatores que causam incertezas em qualquer tipo de negócio são os riscos, que, aliados a uma má gestão, podem acarretar prejuízos e fazer com que seu empreendimento feche as portas. Por isso, ter um controle de riscos é fundamental para um gerenciamento empresarial mais eficaz. 

Nós da MetLife sempre oferecemos as melhores dicas que façam diferença na vida de todos os nossos segurados. Por isso, você vai saber o que é controle de riscos e como implantá-lo na sua empresa de forma mais assertiva. 

O que é controle de riscos? 

Podemos dizer que são processos internos específicos que têm o objetivo de fazer com que a empresa não seja prejudicada pelos riscos já conhecidos e que apresentam diferentes impactos e probabilidades de acontecer. 

Gerenciar riscos nem sempre é algo fácil de se fazer, pois o gestor precisa adotar medidas com o potencial de prevenir ou eliminar os principais riscos que afetam um negócio. Por isso, o controle de riscos serve para estabelecer estratégias que tragam equilíbrio entre as metas e objetivos a serem alcançados perante os riscos eminentes. 

Como fazer um controle de riscos eficiente?

Algumas empresas têm setores específicos para o gerenciamento de riscos. Esses departamentos contam com profissionais experientes que se dedicam a identificar ameaças e elaborar estratégias para prevenir os riscos que podem afetar um negócio. Saiba agora como fazer um controle de riscos para sua empresa: 

Identificação 

Primeiramente, você precisa conhecer sua empresa. Identifique quais são as principais vulnerabilidades e fragilidades do seu negócio. Analise em qual contexto de mercado o seu empreendimento está inserido. Dessa forma, você pode ter uma visão mais clara dos riscos eminentes. 

Análise qualitativa

Após a definição do modelo de risco que será implantado, reúna com os gestores da empresa para entender como é a dinâmica de funcionamento das atividades diárias. Através de uma análise qualitativa, é possível definir o grau de importância de cada risco e a real possibilidade deles acontecerem. 

Análise quantitativa

Nessa fase, o objetivo é investigar, com a máxima precisão, quais são os impactos que os riscos definidos na primeira etapa podem ter sobre seu negócio. Tudo deve ser minuciosamente analisado e nada deve ser esquecido. 

Planejamento de respostas

Os riscos devem ser numerados de acordo com a importância deles, sempre objetivando aqueles que têm maior impacto e possibilidades de acontecer. Depois disso, você precisa criar um planejamento para monitorar ou eliminar tais riscos. Vale ressaltar que as soluções sempre devem ser baseadas em fatos concretos e jamais em hipóteses. 

Monitoramento 

Depois de todas as etapas devidamente concluídas, chegou a hora de monitorar o comportamento dos riscos. Existem diversas ferramentas que sua empresa pode utilizar: indicadores de desempenho, relatórios ou controles automatizados. Use e abuse da tecnologia em favor da sua empresa. 

O mundo dos negócios é muito dinâmico e sofre constantes transformações. Por isso, é preciso manter-se atento e informado, pois os riscos também mudam.