5 perguntas diferenciadas que vão transformar a entrevista com futuros funcionários

Assuntos como relacionamentos profissionais, demissão, motivação e inclusão, fazem parte das perguntas de uma entrevista diferenciada

Realizar uma entrevista para a seleção de um novo candidato nem sempre é uma tarefa simples. O nervosismo envolvido por parte de quem concorre à vaga só não é maior do que a pressão para a ocupação de um cargo na empresa. Do equilíbrio entre essas expectativas, nasce uma boa entrevista. 

Para encarar essa tarefa, os recrutadores da empresa - que podem ser do RH ou da chefia direta da vaga em questão - , reúnem perguntas, técnicas e processos de avaliação variados. Mas, será que dá para dar algumas dicas para esse processo ser também inovador? 

É exatamente sobre isso que este post da MetLife vai contar. Conheça cinco perguntas diferenciadas que vão transformar o processo seletivo com futuros candidatos. 

 

Como você se vê como ser humano?

Saber como o entrevistado se vê como ser humano, permite um melhor conhecimento das qualidades e imperfeições do mesmo. Isso é imprescindível dentro de uma organização, pois ele vai precisar conviver com outras pessoas e uma convivência harmoniosa é necessária. 

 

O que te dá motivação para trabalhar? 

Essa pergunta permite saber se o candidato tem a motivação necessária para realizar bem o seu trabalho. Dependendo da resposta do mesmo, pode-se perceber se ele é uma pessoa engajada e orientada sobre resultados ou se não tem o perfil para a vaga. Afinal, nenhuma empresa quer ter colaboradores sem motivação para trabalhar. 

 

Como você lida com as diferenças em casa? 

Pode até não parecer importante essa pergunta, mas ela pode revelar como o candidato se comporta no dia a dia no ambiente familiar. O respeito às diferenças e a tolerância começa em casa. Se o mesmo não lida bem com elas, dentro da empresa, não será diferente. Por isso, o comportamento do candidato com sua família pode revelar muito quem ele de fato é. 

 

Você vê a inclusão no ambiente de trabalho como algo necessário? 

Nem todas as pessoas são inclusivas. Por mais que esse tema seja amplamente discutido nos dias de hoje, muitas pessoas ainda não têm a consciência inclusiva, principalmente com o colega de trabalho. Pela resposta do candidato, pode-se ter uma noção sobre o seu nível de respeito e aceitação das diferenças.  

 

Por qual motivo acha que poderia ser demitido? 

Um candidato que revela seus defeitos é sincero o suficiente para assumir que não é bom em tudo. Com uma pergunta dessas, a entrevista ganha equilíbrio e não fica atrelada somente às qualidades do interessado. Afinal, nenhum ser humano é perfeito e somos suscetíveis aos erros. 

Não podemos nos basear somente nas experiências profissionais anteriores do candidato. É claro que elas são importantes, mas não podem definir sozinhas se um candidato é melhor do que outro.