Como você determinou o público-alvo de sua empresa?

Que tal utilizar as redes sociais a seu favor?

A definição do público-alvo de uma empresa é uma etapa fundamental no planejamento de qualquer empreendedor. Ter uma ideia clara do público para o qual um negócio está potencialmente direcionado ajuda não apenas a definir estratégias e táticas de marketing, como também a aprimorar o produto ou serviço de acordo com o que os clientes desejam.

Com a experiência de auxiliar mais de 55 mil clientes em 50 países, a MetLife conhece e convive com profissionais de todos os segmentos da indústria e do comércio. Sabemos que eles têm necessidades específicas e esperam que as empresas reconheçam estas necessidades.

Para atender às expectativas dos clientes, uma empresa precisa, em primeiro lugar, conhecê-los. Saber quem eles são e que desejam é fundamental para saber como chamar sua atenção. Uma ideia difusa do público-alvo também pode encarecer a custos com publicidade, por isso, segmentar o público-alvo é especialmente importante para pequenas empresas lançando-se no mercado.

No início, restrinja seu público

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) adverte que começar com um alvo mais restrito e buscar crescer dentro deste nicho pode ser de enorme valor para a sustentabilidade de longo prazo de uma nova empresa.

O Sebrae também aconselha que o empreendedor busque conhecer e compreender o máximo de detalhes sobre os nichos em que ele pretende focar suas vendas. Mas lembre-se que, para isso, é preciso basear-se em dados consistentes e estudos sólidos.

Para ajudá-lo a definir, com precisão, seu nicho de mercado, o Sebrae recomenda, antes de tudo, fazer uma pesquisa de mercado, abrangendo os três entes envolvidos: consumidor, concorrentes e fornecedores.

Como definir um nicho

Pesquisas de mercado são muito úteis para ajudar a entender o consumidor, seus desejos e seus interesses. Uma pesquisa de mercado deve detalhar os gostos dos clientes, na medida em que estas informações sejam úteis para aprimorar o produto ou serviço ou para fundamentar as estratégias de marketing.

A pesquisa deve focar em potenciais clientes e as respostas também devem ajudar a entender a relação que eles têm com seus futuros concorrentes. Planejar bem o formato e a abrangência da pesquisa é fundamental para alcançar um diagnóstico útil para seu planejamento.

Estude seus concorrentes

Você deve observar as empresas que fornecem serviços ou produtos semelhantes ou idênticos aos seus. Uma diversidade de fatores pode ser levados em conta, dependendo do seu tipo de produto e nicho de mercado. O Sebrae recomenda prestar atenção em características como “qualidade, preço, acabamento, durabilidade, funcionalidade, embalagem, porte, qualidade no atendimento, facilidade de acesso e forma de apresentação da mercadoria”.

A pesquisa da concorrência é primordial no plano de negócios, mas também ser algo permanente em seu negócio. Monitorar a seus competidores com frequência pode ser decisivo para reagir a ameaças externas decorrentes de novos posicionamentos ou performance da concorrência.

Encontre os melhores fornecedores

Não adianta definir um público-alvo e conhecer seus concorrentes se você estiver mal assistido na compra dos materiais necessários para sua produção. Encontrar os melhores fornecedores - que equilibrem preço, qualidade e prazo dentro das suas possibilidades - pode fazer toda a diferença.

Bons materiais possibilitam fabricar bons produtos, assim como encontrá-los a custos menores ajuda a equacionar gastos e receitas. Por isso, uma pesquisa sólida sobre o mercado de fornecedores pode representar uma vantagem competitiva. 

Segmente seu nicho

Ainda que um nicho de mercado signifique uma limitação considerável do público-alvo, estes nichos podem ser subdivididos em segmentos ainda mais específicos.

Segundo o Sebrae, a segmentação nada mais é do que agrupar compradores potenciais de acordo com a semelhança de seus desejos, necessidades, comportamento ou percepção de valor. Esta segmentação pode ser feita de acordo com características demográficas ou a partir da relação destes grupos segmentados com o produto ou serviço.