6 dicas para sair logo do vermelho

Dívidas podem ser resultado da falta de planejamento financeiro, mas resolver esse problema pode ser mais fácil do que você pensa

Dívidas tiram noites de sono e impedem a realização de sonhos e projetos. E nós sabemos que elas podem parecer impossíveis de serem quitadas. Mas com planejamento e muita determinação você vai conseguir cumpri-la.

Nós, da MetLife, acreditamos que a saúde financeira é fundamental para uma boa qualidade de vida, por isso vamos ajudar você a sair do vermelho. Confira as dicas!

1- Liste todas as suas dívidas

Muitos endividados não sabem quanto devem no total - e nem para quem devem. Portanto, o primeiro passo é colocar tudo no papel para que você tenha noção exata do tamanho do problema.

Pare hoje mesmo para fazer uma lista de tudo que está com pagamento atrasado ou mesmo ainda a vencer: cartões de crédito, prestações, cheque especial, empréstimos e até contas da casa. Se não se lembrar de tudo, peça ajuda ao gerente do seu banco ou faça uma consulta do seu CPF nos cadastros de proteção ao crédito.  
 
Para cada item, coloque o valor de pagamento mensal e o total devido.  

 
2- Negocie  

Está pagando um empréstimo com juros altíssimos? Atrasou uma prestação do carro e não sabe como pagar duas parcelas acumuladas? A solução é tentar negociar.

Procure os seus credores e faça uma proposta de redução da taxa de juros ou de um novo parcelamento, que aumente o tempo de pagamento e reduza os valores das prestações. Não tenha medo ou vergonha, é um direito seu como consumidor. Se tiver um ganho extra, sugira antecipar parcelas ou quitar o total com desconto.

3- Pague primeiro as dívidas com juros mais altos 

Quase toda dívida parcelada tem juros, mas algumas têm taxas altíssimas, como cheque especial, empréstimos e cartões de crédito.

Por esse motivo, elas devem ter prioridade total. Afinal, os juros altos fazem o valor devido se multiplicar rapidamente, deixando a sua situação pior a cada mês. 

Elabore um ranking das suas dívidas e veja as de maior valor - e as de juros mais altos - para tentar quitá-las primeiro.  
 

4- Anote todos os seus gastos 

Muita gente acaba se endividando por pura falta de organização financeira. Você pode ter um ótimo salário, mas se gastar mais do que ganha vai acabar se atrapalhando. Por isso é fundamental ter o controle total das suas despesas, o que você vai conseguir mais facilmente se anotar todos os seus gastos diários.

Até aquele café na padaria, acredite, faz diferença para que você saiba para onde o seu dinheiro está indo. Hoje em dia há diversos aplicativos que podem ajudar você nessa tarefa. Apesar de parecer complicado no começo, vai ficar mais fácil quando se tornar um hábito. 
 
5. Corte os gastos 

É difícil abrir mão de algumas coisas que fazem parte do seu estilo de vida, como ir trabalhar de carro todos os dias ou ter um pacote completo de TV por assinatura. Todavia, a sensação de ver as dívidas aumentando é ainda pior, não é mesmo? Portanto, vale apertar os cintos por um tempo para atingir o seu objetivo. 

Para cortar gastos, classifique as despesas que você colocou no seu orçamento em 3 categorias: 

- Indispensáveis (alimentação, água, luz, aluguel, condomínio, mensalidades escolares). 
- Desejáveis (academia, viagens) 
- Supérfluas (restaurantes, TV a cabo, roupas novas).  
 
Dessa forma fica mais fácil decidir o que pode ser excluído da sua rotina.

Que tal substituir a academia por exercícios ao ar livre? Ou deixar o carro na garagem e ir trabalhar de transporte público alguns dias da semana? Você assiste mesmo a todos os canais do seu pacote de TV? 
 
Vale lembrar que o endividamento é uma situação temporária. Ou seja, assim que conseguir colocar a vida financeira em dia você pode retomar alguns hábitos. Com consciência, é claro, para não se endividar de novo. 

6- Busque uma renda extra 

Você cortou gastos, negociou as dívidas e conseguiu bons descontos, mas ainda assim falta dinheiro para se livrar das dívidas? O caminho pode ser uma renda extra.  
 
Você pode promover, por exemplo, um bazar com roupas que não usa mais, ou fazer doces, salgados ou artesanatos para vender. Se mora sozinho e tem um quarto sobrando em casa, já pensou em procurar alguém para dividir o espaço (e as contas)?  

Sair das dívidas é possível! Basta manter o foco, gerenciar seus gastos com sabedoria e mudar alguns hábitos. 

Depois de pagar tudo que deve, comece a investir no seu futuro. A MetLife está sempre pesquisando para oferecer seguros e planos de previdência adequados aos mais diferentes estilos de vida. Conheça e avalie a contratação.