Família que poupa junta: 9 dicas de economia doméstica

Adoção de mudanças no cotidiano familiar são essenciais para garantir a saúde financeira

Administrar as finanças de uma família pode parecer quase impossível, diante de altos e baixos da economia mundial e dos imprevistos comuns do cotidiano, sobretudo porque a rotina cada vez mais agitada impede que as famílias se reúnam até para realizar uma simples refeição. 

Medidas simples de economia, no entanto, podem fazer muita diferença no fim do mês.  
 
Foco, disciplina e, acima de tudo, iniciativa de toda a família são imprescindíveis para realizar uma mudança significativa no orçamento. 
 
A MetLife se preocupa com a organização financeira e bem-estar da sua família e traz dicas valiosas para você começar a poupar e sonhar com um futuro tranquilo.  
 

1 - Perdas e ganhos 

O primeiro passo talvez seja o mais importante para realizar uma transformação financeira, justamente por ser mais trabalhoso. Realize um levantamento de absolutamente todas as despesas da família, com a entrada de receita e despesa no seu orçamento familiar. 

O próximo passo é utilizar uma planilha ou aplicativo para anotar os ganhos e gastos. Todos mesmo! Até o pãozinho fresquinho da padaria deve entrar na tabela. Ao saber exatamente para aonde vai o seu dinheiro, você pode começar a cortar o mal pela raiz.   
 
2 - Corte gastos 

Após fazer contas, é hora de estancar a sangria adotando medidas como fechar mais a torneira, trocar as lâmpadas de casa, comprar novos eletrodomésticos ou rever o plano da TV por assinatura.  
 
3 - Água e energia 

O gasto com água e energia está comprometendo seu orçamento? Medidas simples podem acabar com o problema, como cortar o hábito de deixar lâmpadas acesas desnecessariamente, aproveitar a luz natural, evitar usar o chuveiro elétrico e substituir lâmpadas incandescentes por LED. Acumule a quantidade de roupas equivalente à capacidade máxima da sua máquina de lavar. Outra decisão importante é passar as roupas de uma só vez. 
 
Para economizar água, além de verificar os vazamentos, regule temporizadores de descarga e de torneiras da sua casa - a economia pode chegar até a 50%. Que tal adotar a reutilização de água?   
 

4 - Alimentação sem desperdício 
 
Antes de ir ao supermercado, verifique os armários e liste os itens em falta para evitar o desperdício. Pense no cardápio semanal, sempre focado em uma alimentação saudável e complete a lista. Comprar descontroladamente não só é desperdício financeiro como causa incômodos, como alimentos estragados na geladeira. Se tiver tempo, pechinche nos supermercados. 

Hoje em dia, é comum encontrar, por exemplo, estabelecimentos especializados em temperos, vendidos bem mais em conta. E evite comer fora de casa. Realizar as refeições em casa é mais saudável e barato!  
 
5 - Livre-se das dívidas 

Aproveite o 13º salário ou verbas extras para se ver livre das dívidas, porque não há economia financeira que resista a juros altos. Você pode pedir para a instituição financeira para a qual está devendo o parcelamento facilitado ou abatimento do valor no pagamento à vista. 
 
6 - Educação financeira = pechinchar 

Pesquisar preços é imprescindível para fazer bons negócios. Se tiver oportunidade, negocie, pechinche! Pesquise ferramentas que revelam, por exemplo, a diferença de preços entre lojas físicas e on-line. E priorize compras à vista!  
 

7 - Transporte 

Já parou para calcular o quanto você gasta para se deslocar, seja por veículo próprio ou aplicativo? Pode ser que o transporte esteja pensando muito no seu orçamento e você nem esteja percebendo. 

Por isto, opte por transporte coletivo ou, quem sabe, alternativo – como bicicleta, por exemplo.  A equação que une organização de tempo, planejamento financeiro e saúde tem como resultado mais economia e qualidade de vida.  
 
8 - Consumo consciente 

Uma das maneiras de fazer uma boa economia doméstica é praticar o consumo consciente.  Atualmente, há vários meios de vender o que não se utiliza mais, uma ótima oportunidade de liberar espaço no armário e ganhar um dinheiro extra. De quebra, você ainda preserva o meio ambiente.  
 
9 - Planeje-se para o futuro 

Se você não tem dívidas, antes de pensar nos grandes objetivos e possíveis investimentos, faça uma reserva financeira. Especialistas recomendam que se reserve, no mínimo, o valor equivalente a seis meses das despesas da sua família. 
 
Já começou a realizar seu planejamento familiar? A MetLife tem as melhores opções de seguros de vidas e planos de previdência, de acordo com seu perfil. Conheça e avalie a contratação.