IRPF: dicas de comprovantes para guardar para a próxima declaração

Guarde e organize alguns recibos para facilitar o processo

Vivemos em um mundo em que a utilização da internet está cada vez mais presente e, devido a isso, a papelada vem diminuindo de tempos em tempos. Porém, é preciso que todos tenham cuidado e não joguem qualquer documento fora, já que, em caso de questionamento da Receita Federal, comprovantes e arquivos podem ser solicitados.

Por isso, independente do ano da Declaração do Imposto de Renda a ser realizada, preparamos uma lista de comprovantes que você já pode se preparar e guardar. 

1- Para guardar durante o ano

Aqui entram todos os comprovantes de despesas com hospedagens, alimentação, consultas médicas (exames, procedimentos odontológicos e outros gastos particulares com saúde) e seguros.

2 - Para ter durante cinco anos

Já aqui, separar: boletos pagos, comprovantes de empréstimos, consórcios, financiamentos bancários, taxas de condomínio, pagamentos anuais, contas de consumo (como telefone, luz, gás, internet, celular, água e etc).

Além disso, faturas de cartões de crédito, comprovantes de quitação de faturas, recibos e notas fiscais de serviços de profissionais liberais, além de outros serviços como cursos complementares, academia de ginástica e atividades relacionadas, dentre outros.

3- Para ter durante dez anos

Todo e qualquer comprovante de pagamentos de impostos, como a sua declaração de IRPF anual.

Viu como a listagem pode ser simples se você se organizar desde já? Além disso, sugerimos que você tenha caixas ou pastas organizadoras para guardá-los e, se for adepto das tecnologias, busque por aplicativos que te auxiliem na separação de documentos.