É possível ter vida sem cartão de crédito? Sim, e nós te mostramos como!

Use seu orçamento como guia para uma vida financeira saudável

Atualmente, é raro alguém andar com dinheiro vivo - até por questão de segurança - e os cartões de débito e crédito são maioria absoluta nas carteiras. Entretanto, com a praticidade do cartão de crédito vem a sedução de se comprar o que muitas das vezes as suas finanças não comportam e a situação vira uma bola de neve, sobretudo, se você tem tendências consumistas e adora parcelar - uma verdadeira armadilha para quem é menos organizado. 

E dívidas impagáveis no cartão de crédito não são apenas problemas nos bolsos brasileiros. Um americano em média chega a dever mais de $6 mil dólares no cartão de crédito por mês, de acordo com o relatório do U.S. Credit Score.

Mas como começar do zero em um mundo sem cartão de crédito e preocupações com dívidas prolongadas? Aqui estão 4 dicas:

1- Organize-se

A ausência de educação financeira combinada ao acesso ao crédito fácil e com limites elevados levam as pessoas ao endividamento excessivo. Para começar, diga NÃO às múltiplas ofertas de adesão às mais diversas bandeiras de cartões de crédito. E sabemos o quão insistentes, elas podem ser. Faça uma planilha que inclua sua renda fixa, seus gastos fixos mensais, e eventuais dívidas que você tenha. O controle e a anotação de todas as despesas e receitas ajudam a obter respostas para perguntas fundamentais como: para onde meu dinheiro está indo?

2- Cartão de débito e boletos simplificam muito

Usando o cartão de DÉBITO e pagando as contas através de boletos, e nunca no débito automático ou cartão de crédito, fica muito mais simples saber quanto você tem disponível em sua conta depois que seus custos fixos e compras são pagos. Assim, você tem noção exata do que sobra ou falta no mês. O cartão de crédito faz com que você gaste um dinheiro que você não tem! Repita esse mantra.

3 - Dê uma chance aos cartões pré-pagos

Uma boa dica é que muitos serviços como Netflix e Spotify já oferecem cartões pré-pagos com o valor da assinatura para somente aquele mês. Assim, você não tem a dependência daquele débito mensal caso tivesse pago com o cartão de crédito. Caso você precise utilizar um serviço que só possa aceitar cartões de crédito, existe, inclusive, a opção de bandeiras de cartão de crédito pré-pago com limite estabelecido por você, para quem precisar em eventuais emergências, e sem o risco de endividamento.

4- Vai viajar, deixe o cartão em casa!

Todo mundo sabe que usar cartão de crédito, sobretudo em viagens internacionais, pode ser uma cilada. O bom e velho dinheiro ou travel money ajudam a medir o quanto você tem até o fim de sua viagem e a controlar até onde seus impulsos de compra devem ir. Nada pior do que chegar de viagem completamente endividado. Quanto às passagens aéreas, diversas empresas como TAP e MaxMilhas, entre outras, aceitam pagamentos por boletos bancários, assim como diversos hotéis e albergues mundo afora.