Livros físicos ou digitais? Onde você economiza mais?

Com o advento da tecnologia, os livros físicos estão perdendo espaço para a modalidade digital, que é uma ótima opção para se gastar menos

É inegável que estamos em uma era extremamente digital, pois quase tudo em nossas vidas se alinha tecnologicamente com algo. E com a leitura não poderia ser diferente. Uma das dúvidas mais comuns dos leitores assíduos é sobre qual a opção mais em conta: livros físicos ou digitais?  A MetLife responde isso para você, afinal, toda economia é sempre bem-vinda.

Livros digitais x livros físicos: preço 

Esse é principal fator que deixa os leitores vorazes na dúvida entre uma compra de um livro impresso ou um livro digital. O preço de um livro físico é, na maioria das vezes, mais caro do que os digitais, por motivos óbvios, pois o processo de fabricação é mais oneroso. 

Na verdade, para se produzir um livro impresso, existem diversos custos com a editora, matéria-prima, mão de obra especializada, dentre outros. Tudo isso onera o preço final do produto. Em contrapartida, quando se produz um livro digital, essas despesas praticamente não existem, o que torna a compra mais viável. 

Livros digitais: mais conforto para a leitura

Muitas pessoas não desgrudam dos seu tablets ou smartphones. Por isso, os livros digitais podem ser baixados facilmente pela internet e serem lidos com total conforto na tela do tablet. Sem mencionar que existem alguns exemplares de bons livros totalmente gratuitos e de forma online. 

Já o livro impresso pode passar a imagem de desconforto, principalmente para se fazer uma boa leitura. Mesmo que você alugue um livro físico em uma biblioteca pública, pode não dar tempo de ler tudo e você é obrigado a devolver o exemplar, sem saber o final da história. 

Livros digitais: mobilidade

Outro fator que também influencia bastante na hora da compra, é em relação ao tamanho e peso dos livros impressos, que podem ser um verdadeiro incômodo na hora da mobilidade, pelo menos para a maioria das pessoas.  

Além de ocupar um espaço considerável, os livros impressos podem ser um verdadeiro empecilho em casos de viagens, por exemplo. Afinal, ninguém está disposto a carregar uma pilha de livros na mala, pois são objetos que pesam bastante. 

O ato de abrir um livro físico não tem preço

Existem pessoas que não abrem mão de ter sempre ao lado, um bom livro impresso. Para os leitores mais experientes, o livro físico abre larga vantagem sobre o digital, em uma questão: o prazer em abrir e folhear. Escutar o som das páginas virando é impagável, segundo alguns leitores. 

Além disso, existe também aquela deliciosa sensação de entrar em uma livraria e ficar lá por horas à fio, escolhendo a próxima obra e folheando os exemplares. Para essas pessoas, isso tudo é um grande prazer imensurável. 

Polêmicas à parte, você deve ter percebido que os livros digitais são uma opção mais em conta para quem gosta de aliar tecnologia e o prazer de uma boa leitura.