3 segredos para enfrentar uma doença grave na família

Nunca estamos totalmente preparados para lidar com problemas de saúde, mas saiba que é possível passar por isso sem se abater.

Todos nós estamos sujeitos a ter um problema de saúde em algum momento na vida. Infelizmente esse é um fator que não podemos controlar. E receber o diagnóstico de uma doença grave na família gera uma mistura de sentimentos.

Para nós, da MetLife, a saúde e o bem-estar da sua família são muito importantes. Por isso, vamos dar algumas sugestões para que você consiga ajudar quem você ama e enfrentar esse momento tão delicado da melhor forma possível.

Evite dar conselhos sobre tratamento e cura

Quando um ente querido está muito doente, é natural que a família e as pessoas mais próximas queiram se informar sobre a enfermidade, seja conversando com os médicos ou lendo a respeito do problema. Além de querer saber sobre as chances de cura e o tratamento, você tem interesse em saber mais para tentar ajudar de alguma forma a pessoa que tanto ama.

Por melhor que seja a sua intenção, porém, evite dar conselhos e orientações médicas ao doente. Se o seu familiar quiser falar sobre o que está sentindo, ouça com carinho e atenção. Deixe claro que ele pode contar com você, mas tenha em mente que o papel de orientá-lo adequadamente sobre a doença é apenas do médico.

Agindo desta forma você vai ajudar o seu parente e preservar a si mesmo, já que assumir este papel pode gerar em você uma expectativa que pode terminar em frustração. 

Colabore para criar um clima de normalidade

É natural que toda a família fique abatida quando um dos seus membros adoece, mas a atmosfera triste, além de não ajudar o doente, vai abalar a força dos que precisam estar bem para apoiá-lo. É claro que não devemos fingir que nada está acontecendo. É preciso encarar o problema de forma realista, mas é possível fazer isso sem deixar a peteca cair, como diz a expressão popular.

Tome atitudes que contribuam para um clima de normalidade. Mantenha atividades da sua rotina, pratique exercícios físicos, vá ao cinema. Converse com o seu parente sobre assuntos leves e corriqueiros, como, por exemplo, a vitória do seu time de futebol. Pessoas doentes não querem falar apenas sobre a doença.

Isso não significa que você está alheio à doença do seu ente querido, mas que a vida continua.

Respeite as decisões do seu parente, mesmo que não concorde 


Por mais que você esteja envolvido no caso e seja a pessoa que o seu parente procure quando precisa de ajuda, uma coisa é fato: as decisões sobre o tratamento são exclusivamente do paciente. Se ele tomou uma decisão sem consultar você ou outras pessoas da família, respeite. Por mais que discorde, você deve ter em mente que uma pessoa doente continua a ter direito a sua autonomia.

Se a pessoa quiser interromper um tratamento doloroso ou um medicamento que cause efeitos colaterais desagradáveis, por exemplo, procure ouvi-la. Se for inevitável, deixe claro que discorda da decisão, mas que ela pode continuar contando com o seu apoio.

Quem está passando por um problema de saúde acaba perdendo o controle de muitas coisas na vida, então deixe que ela possa ao menos decidir o que é melhor para si mesma nesse momento difícil.

A MetLife tem as melhores as melhores opções de seguro de vida e de doenças graves para você e para a sua família. Conheça e avalie a contratação.