7 dicas valiosas para quem quer começar a levar comida para o trabalho

Preparar o próprio almoço é uma opção barata, saudável e muito mais fácil do que você imagina

Quem trabalha fora e precisa almoçar todos os dias em restaurantes sabe que essa pode ser uma tarefa difícil. Achar boas opções ao redor da empresa, que sejam saudáveis, além de equilibrar os gastos diários durante todo o mês. Não é à toa que levar marmita para o trabalho tem se tornado um hábito seguido por um número cada vez maior de pessoas.

Incluir marmitas na sua rotina pode fazer muito bem para a sua saúde, além de equilibrar melhor os gastos com alimentação. Quando prepara a sua própria comida, você controla a quantidade, fica longe de tentações como frituras e salgadinhos e evita os nocivos temperos industrializados, que são utilizados por muitos restaurantes.

Para nós, da MetLife, a sua saúde é prioridade. Por isso reunimos 7 dicas para mostrar que ser um “marmiteiro” pode ser muito mais fácil do que você imagina. 

1. Prepare tudo com antecedência

Cozinhar pode ser um grande prazer para boa parte das pessoas, mas depois de um dia cansativo no trabalho, a obrigação de ir para a cozinha pode tornar essa tarefa a última coisa que você quer fazer quando chega em casa não é mesmo? Por isso, uma boa forma de criar o hábito de levar marmita é preparar o cardápio da semana com antecedência, tirando um único dia para preparar tudo. Assim você evita a obrigação de cozinhar todos os dias, o que faz muita gente desistir.

Anote os pratos que você pretende levar na semana, faça uma lista de ingredientes e vá às compras. Você pode dedicar algumas horas da tarde de domingo para a tarefa, por exemplo. Quando tudo estiver pronto, monte as marmitas e guarde na geladeira.

Se bem embalados, os alimentos duram até cinco dias refrigerados. Você também pode congelar as porções e esquentar no forninho elétrico ou micro-ondas na hora em que for comer.
 
2. Use o mesmo ingrediente de diversas formas

Mesmo que você cozinhe um alimento em grandes quantidades, é possível diversificar a forma de servir esse ingrediente para deixar o cardápio ainda mais incrementado.

Quer um exemplo? Um frango desfiado pode ser usado como recheio de tortas e omeletes, servido com molho de tomate e uma salada ou acompanhando uma massa.

Ou seja, para ter um cardápio diversificado com pouco esforço, faça uma grande quantidade de uma base, varie os acompanhamentos e os ingredientes. Tudo o que você precisa é de criatividade e planejamento!

3. Saiba aproveitar as sobras

Se você prefere cozinhar um prato novo todos os dias, uma boa dica é aproveitar as sobras de forma inteligente.

Quando fizer o jantar, cozinhe sempre uma porção a mais e embrulhe para levar no dia seguinte. Se você não gosta de repetir o cardápio no dia seguinte, é só alternar: as sobras do jantar de segunda-feira podem ser a marmita da quarta-feira.

Outra dica é usar um ingrediente do cardápio para compor outro. Por exemplo: se você fez um arroz com carne e legumes, pode usar o arroz que sobrou para fazer bolinhos. Vale ainda usar esse arroz como acompanhamento de outro tipo de carne ou peixe.

4. Arrume a marmita na noite anterior

Arrumar a marmita antes de sair para trabalhar pode parecer uma boa ideia, mas tenha em mente que você precisará de mais tempo da sua rotina matinal para que isso aconteça. Ou seja, você vai precisar acordar mais cedo. Para evitar a correria e começar o dia tranquilo, deixe a sua marmita pronta na noite anterior. Se você fizer o esquema de cozinhar uma porção extra no jantar, o trabalho já estará feito e não vai atrapalhar sua rotina matinal.

Se você cozinha em grandes quantidades, pode deixar tudo já separado em potinhos no dia em que cozinhar ou então deixar a comida em grandes recipientes e separar as porções individuais todas as noites.

5- Aprenda a embalar a sua comida

Quem está acostumado a levar marmita sabe que não tem nada pior do que abrir a bolsa antes de comer e descobrir que a comida vazou. Além de deixar tudo sujo, você corre o risco de perder a refeição. Encontrar a comida toda misturada dentro da embalagem também não é nem um pouco agradável.

Para evitar surpresas desagradáveis e manter a sua comida fresquinha, use potes de vidro com tampas com boa vedação. As marmitas com divisórias também são boas opções para manter tudo separadinho (há vários modelos no mercado).

Para levar os potes, escolha uma boa bolsa térmica com fundo plano. A comida vai ficar bem armazenada e livre de bactérias que possam estragar a refeição.

Por fim, prefira alimentos sem muito molho ou caldos, para diminuir o risco de vazamento na mochila. Se for levar molho, coloque-o em um recipiente separado.

6. Faça um bom estoque de embalagens 

Você já aprendeu a se planejar para cozinhar, mas se você não tem bons potes na despensa, levar marmita para o trabalho vai ser um grande um desafio.

Invista em potes de qualidade, de preferência de vidro. Além de higiênicos e fáceis de lavar, eles mantêm as propriedades dos alimentos quando levados ao freezer ou micro-ondas.

Compre uma boa quantidade de embalagens. Dessa forma você pode congelar porções para a semana toda. Antes de comprar, vale checar se as tampas encaixam bem e ficam firmes, para não correr o risco de elas abrirem na sua mochila e fazerem aquela sujeira.

As marmitas com divisórias também são interessantes, principalmente para quem não gosta de comida misturada. O ideal é comprar uma bolsa só para levar a marmita. Assim você evita deixar sua bolsa ou mochila com cheiro de comida.

7. Procure lugares agradáveis para comer

Só porque você começou a levar marmita, não significa que deva ficar na sua mesa na hora do almoço. A maioria das empresas tem refeitórios ou até áreas externas nas quais é possível fazer as refeições.

É importante tirar um período do dia para se desconectar um pouco e recarregar as energias, e nada melhor do que a hora do almoço para isso. Se a sua empresa não tem refeitório, procure uma sala mais reservada. Leve uma toalha colorida e convide amigos que também levam marmita para acompanharem você.

Se realmente a única alternativa for comer na própria mesa, desligue o computador e evite olhar e-mails de trabalho no celular durante essa pausa.

E além de tudo isso, você vai perceber que seu tempo de almoço vai acabar passando mais rápido, afinal você não precisará esperar a comida ficar pronta ou enfrentar as filas dos restaurantes por kilo. Aproveite o tempo extra após a refeição e faça uma caminhada rápida pela região do seu trabalho. Além de uma alimentação mais saudável, você também ajudará seu processo de digestão.