O que é o Novembro Azul? Por que é importante?

Conheça mais sobre a importância dessa campanha para a prevenção de uma doença que afeta a saúde masculina

Prevenir, em todos os aspectos, é sempre melhor do que remediar. Quando o assunto é doenças, esse ditado se torna ainda mais verdadeiro. A sociedade está se mobilizando cada vez mais em prol da prevenção de doenças masculinas e femininas. Por isso, o Novembro Azul foi criado. Esse artigo que a MetLife preparou vai te explicar do que se trata e qual a importância dessa campanha, para você deixar o preconceito de lado, de uma vez por todas. Com saúde não se brinca!

O que é o Novembro Azul?

Trata-se de uma campanha de conscientização realizada por várias entidades durante todo o mês de novembro e dirigida à sociedade, em especial, para os homens. O tema abordado é a prevenção do câncer de próstata, que é o que mais afeta a saúde masculina em todo o Brasil.  O principal objetivo do Novembro Azul é o diagnóstico precoce do câncer de próstata bem como a sua prevenção, que se dá através de exames feitos em laboratório e durante a consulta médica. 

Qual a sua importância?

Podemos dizer que a principal importância do Novembro Azul é a conscientização de todos os homens, acima de 50 anos, de que o câncer de próstata pode matar, se não for tratado em tempo hábil. Em muitos casos, esse câncer não dá nenhum tipo de sintoma e quando é diagnosticado, pode ser tarde demais. O grande obstáculo dessa campanha é a resistência que muitos homens ainda têm em relação ao exame de prevenção do câncer de próstata.

Preconceito ainda existe

O único exame que realmente pode identificar a situação da próstata é o toque retal feito por um médico. Mas esse tipo de exame, que é totalmente simples, rápido e indolor, esbarra no preconceito que milhares de homens ainda têm na hora de fazer. Infelizmente, por causa dessa resistência sem sentido, é que muitos homens são portadores do câncer de próstata e nem sabem. Um simples exame anual já é suficiente para a prevenção ou diagnóstico precoce.

Exame laboratorial não é suficiente

O exame de PSA, que é feito através de uma pequena amostra de sangue do paciente pode acusar alterações específicas na próstata como inflamações ou infecções, se o resultado estiver fora do aceitável. Mas somente esse exame ainda é insuficiente para o diagnóstico preciso do câncer de próstata. Somente através do toque retal, é que o médico poderá identificar possíveis anomalias no crescimento ou tumores neste órgão.

Por isso, se você já passou dos 50 anos, cuide da sua saúde e previna o câncer de próstata. Consulte seu urologista pelo menos 1 vez por ano para o exame de toque retal. Lembre-se de que a cura sempre é mais estressante do que a prevenção.