Alimentação vegana: dicas para começar e como fazer a transição

Saiba como você pode se tornar uma pessoa vegana com pequenas mudanças na sua dieta

Atualmente, muito se fala sobre os benefícios para a saúde quando adotamos uma alimentação saudável. Como a obesidade e as complicações causadas por ela, estão cada vez mais presente em nosso dia a dia, nada mais coerente do que ter um estilo de vida saudável. 

Você já pensou em adotar uma alimentação vegana? Se já cogitou essa possibilidade mas não sabe por onde começar, conheça as dicas da MetLife sobre esse assunto, para que você mude o seu cardápio sem sofrimentos.  

Conheça mais sobre a alimentação vegana

O veganismo é a prática de não consumir nenhum produto de origem animal, inclusive até no vestuário. Carnes, laticínios, ovos, mel e demais alimentos que sejam derivados de animais, estão proibidos nesse tipo de dieta, que tem suas vantagens. 

O estilo de vida vegano cresce a cada dia no mundo e vem conquistando um número maior de adeptos, ano após ano. Por ser uma dieta sem gordura animal, o veganismo é uma das mais recomendadas para quem deseja manter uma boa saúde e ficar dentro do peso. 

Comece a adaptação ao poucos

Você não deve mudar totalmente para a dieta vegana de um dia para o outro. Se antes você não era restrito a nenhum tipo de dieta, deve começar a adotar uma alimentação vegana aos poucos e sem pressa. Por exemplo, se você tem o costume de consumir carnes todos os dias, que tal reduzir o consumo para 2 ou 3 vezes por semana? 

O mesmo se aplica para outros alimentos derivados do leite. A redução no consumo desses alimentos deve ser gradativa e não abrupta. Lembre-se de que seu corpo leva um tempo para se adaptar à sua nova dieta. 

No início, faça a substituição dos alimentos proibidos

Essa é outra dica que costuma dar certo para os iniciantes da dieta vegana. O seu organismo vai sentir muita falta daquele bife suculento na hora do almoço ou dos ovos mexidos com queijo no café da manhã.

Já que esses alimentos não são permitidos na dieta vegana, você pode fazer a substituição por outros alimentos ricos em proteína como a soja ou amendoim, que são bastante saudáveis. Só não vale exagerar no consumo desses alimentos. Aos poucos e com muita disciplina, seu corpo vai se adaptando ao veganismo. 

Ausência de vitaminas e nutrientes pode ser um problema

Como na alimentação vegana está proibido tudo que é de origem animal, poderá acontecer, com o passar dos anos, uma deficiência no seu corpo de vitaminas e nutrientes que os alimentos como carnes e laticínios têm. 

Mas se você decidiu não colocar mais nenhum desses tipos de alimentos na boca, uma boa saída é fazer uma consulta com um nutricionista, para que seja traçado um plano alimentar. O que não é recomendado é correr  risco de ficar com uma baixa imunidade ou carência de substâncias necessárias para o bom funcionamento do organismo.

No início, pode ser um pouco complicado a transição para a dieta vegana, mas depois de acostumar e com bastante equilíbrio no dia a dia, você vai notar os benefícios para o corpo.