Atividade física para sedentários: conheça alguns esportes de baixo impacto

Os esportes de baixo impacto são os mais indicados para quem quer voltar – ou começar – a ser mais ativo.

Vivemos rotinas cada vez mais agitadas. Nos dedicamos à nossa família, ao nosso trabalho, perdemos tempo no trânsito da cidade e falta até tempo para descansarmos ao final do dia. Por isso, chega a ser comum parar ou nem pensar em fazer atividades físicas. E, em um piscar de olhos, nos tornamos sedentários.

Nós da MetLife nos preocupamos com seu bem-estar e sua saúde. E sabemos que a realização de atividades físicas influencia diretamente no seu humor, produtividade e qualidade de vida. Portanto, para mudar essa situação desde já, é preciso começar aos poucos, com atividades de baixo impacto.

Os exercícios de baixo impacto são ideais para começar

Quem está sedentário há muito tempo e quer voltar a praticar esportes ou uma atividade física precisa começar por exercícios de baixo impacto. Como o corpo está há tempos de se movimentar tanto em um curto período, esses tipos de exercícios auxiliam no condicionamento físico e no fortalecimento da musculatura sem sobrecarregar os ossos e articulações.

A diferença entre os exercícios de baixo e alto impacto está, basicamente, na intensidade com que o pé toca no chão. Por exemplo, ao correr ou jogar basquete, o pé toca o chão muitas vezes e com muita força. Já no Tai Chi Chuan, o pé fica em contato com o chão, mas ele não o toca com força.

Sendo assim, selecionamos algumas atividades físicas que são consideradas de baixo impacto. É importante iniciar por elas para depois que seu corpo estiver mais resistente e forte, se quiser, ir para uma atividade que você curta mais. 

Natação

Por ser um esporte que se pratica dentro da água ele não gera impacto. Além disso, ele é bem completo, pois trabalha os grupos musculares de todo o corpo. 

Para quem quer perder peso e aumentar o condicionamento físico, nadar é uma ótima opção. Em média, são queimadas 500 calorias por aula. Nadar também alivia as tensões, melhora a coordenação motora e aumenta a capacidade respiratória.

Yoga

A Yoga é mais do que um esporte, é uma filosofia de vida. Nas aulas, os praticantes realizam diversas posturas, conhecidas como asanas. Cada postura beneficia uma parte do corpo e da mente. 

Junto com as posturas, é preciso controlar a respiração. Dessa forma, o praticante deve focar sua mente, observando a respiração e a posição de cada parte do corpo.

Levando em conta apenas o físico, ela melhora a condição respiratória, a postura e proporciona maior flexibilidade. Praticar Yoga também auxilia a reduzir o estresse e a ansiedade. Como um todo, esta prática possibilita uma sensação de bem-estar e de paz. 

Pilates 

O pilates é uma atividade física individual que fortalece a musculatura do corpo, proporciona maior controle dos músculos e mais flexibilidade. Ele é praticado com o auxílio de aparelhos e acessórios, como o Reformer, a bola e a faixa elástica.

Os praticantes têm como benefícios a melhora na postura corporal, a redução de dores causadas por posturas incorretas, mais estabilidade articular e a redução do estresse.

Tai Chi Chuan

O Tai Chi Chuan é uma arte milenar chinesa que, por meio de movimentos suaves e controle da respiração ajuda no relaxamento dos músculos. Seus movimentos são cíclicos, fluidos e suaves, requerendo atenção plena dos praticantes. 

Entre seus benefícios, incluem o aumento da concentração, o fortalecimento dos músculos, o equilíbrio das emoções e a flexibilidade das articulações. O Tai Chi Chuan pode ser praticado em qualquer lugar, dando preferência para locais ao ar livre.

Caminhada 

Caminhar é uma das atividades físicas mais acessíveis a todos. Para praticá-la, é recomendado utilizar um tênis apropriado, que absorva bem os impactos. Pois, apesar do baixo impacto, é preciso garantir conforto aos seus pés.

Seus benefícios incluem a melhora da circulação sanguínea, fortalecimento dos músculos e ossos, prevenção da obesidade, diminuição da ansiedade e estresse e melhora na postura corporal.

Se exercitar traz muitos benefícios, tanto para a saúde física como para a psicológica. Porém, é preciso que a prática seja feita considerando as limitações de cada pessoa. Por isso, também é indicado ter um acompanhamento de um profissional.