Tabagismo: como reverter os danos causados pelo cigarro aos seus dentes

O cigarro prejudica a sua saúde bucal, mas a boa notícia é que existem diversas formas de reverter os problemas. Confira!

O mundo está mudando e a busca por um estilo de vida mais saudável ganha força. Um sinal dessa transformação é a queda do número de fumantes no Brasil: segundo o Ministério da Saúde, o hábito de fumar caiu 36% entre os brasileiros na última década.  

Que o cigarro faz mal à saúde, não é novidade. E ele também pode ser muito nocivo para os dentes. Se você está entre os 36% que parou de fumar (ou pretende abandonar esse hábito) e tem problemas dentários causados pelo tabaco, fique tranquilo. Há tratamentos eficazes para revertê-los.  

Dentes amarelados 

Uma característica de quase todos os fumantes, principalmente dos que fumam há muitos anos, são os dentes amarelados. Isso acontece porque a nicotina e o alcatrão, entre outras substâncias presentes no fumo, aderem aos dentes de forma cumulativa. Ou seja, a cada tragada, o fumante deposita pigmentos que alteram a coloração normal dos dentes 

O seu dentista poderá lhe orientar sobre a forma mais adequada de reverter ou minimizar os danos causados pela nicotina na boca. Agende uma visita. 

Mau hálito  

Além de manchar os dentes, o alcatrão presente no cigarro causa um problema muito incômodo: o mau hálito. Por essa razão, quem fuma deve ter cuidado redobrado com a higiene bucal. 
 
Se você parou de fumar mas ainda apresenta o problema, uma limpeza de tártaro pode ajudar. Consulte o seu dentista e informe-se sobre o tratamento. 
 

Doença periodontal (gengivite) 

A doença periodontal, uma infecção da gengiva e dos ossos ao redor dos dentes, atinge não só quem fuma, mas é muito mais comum entre os fumantes, que têm duas vezes mais risco de desenvolver a doença. 

Isso acontece porque o tabagismo interfere no sistema imunológico e dificulta o combate das bactérias que causam a gengivite. Além disso, o hábito de fumar dificulta o reparo dos tecidos da gengiva, tornando a boca mais vulnerável a infecções. 

O tratamento para curar a gengivite inclui limpeza (feita pelo dentista) e uso de antibióticos e anti-inflamatórios. Vale lembrar que a automedicação não é uma opção. Consulte um especialista sempre! 

O fumante deve realizar visitas regulares ao dentista. Os danos do tabaco são graves, mas, há tratamentos para mitigar esses danos. Para garantir acesso aos melhores profissionais, que tal contratar um plano dental da MetLife? Visite o nosso site e conheça as opções.