Conheça os impactos do uso excessivo de redes sociais em sua saúde

Uso excessivo pode causar stress, insônia e dificuldade de concentração no trabalho

Em nosso mundo contemporâneo, já temos as redes sociais como parte integrante da nossa vida. Elas têm várias funções, como nos conectar aos amigos e familiares, compartilhar momentos com pessoas queridas e desenvolver opiniões.

Aqui na MetLife nós acreditamos que é importante a conexão com a modernidade, mas sem exageros e vícios. Por isso, selecionamos alguns problemas que podem acontecer com a sua saúde com o uso intenso das redes sociais.

Quantas pessoas usam as redes sociais?

As redes sociais ganham cada vez mais proporção no Brasil e no mundo. Em relatório divulgado pelas empresas We are Social e Hootsuite, foi divulgado que 62% da população brasileira está ativa nas redes sociais. Entre as redes sociais mais acessadas pelos brasileiros está o Youtube, com 60% de acesso, o Facebook com 59%, o Whatsapp com 56% e o Instagram com 40%. 

Se analisarmos com cuidado esses dados, identificamos grande dependência das pessoas com as redes sociais. Se você é daqueles que fica com baixo astral ao desconectar-se do celular, saiba que isso é preocupante. A rede funciona como uma droga, que, quanto mais usar, mais tempo não sai dela.

Entre os problemas que as redes sociais geram estão:

  • Autoidentidade prejudicada: é aquela capacidade de saber quem você é em razão de estar mais preocupado em analisar os outros. A pessoa começa a ter atitudes diferentes das quais costumava antes de se fixar na tela do celular. A pessoa começa a agir igualmente aos seus seguidores e evita amigos e familiares.
  • Dificuldade em criar e manter relacionamentos: nós, seres humanos, precisamos da presença física do outro para aprendermos a nos relacionar socialmente. Por causa das redes sociais, as pessoas ignoram os demais, a percepção é de que os seres humanos se tornam inimigos ou estranhos. 
  • Intimidação: sabe aquela sensação de que precisa responder um comentário do amigo ou criar um conteúdo para se sentir envolvido? Quem utiliza as redes sociais dessa maneira vive em profunda reclusão. Seja para intimidar alguém ou ser intimidado, a pessoa se torna refém da comunicação virtual. Como estamos na era da mediocridade, assuntos superficiais, fake news e justiça virtual são armas para estressar. Tenha cuidado!
  • Ansiedade: o usuário da rede social fica acelerado e angustiado para se comunicar com outras pessoas. É uma verdadeira sensação de desconforto que, em muitos casos, gera palpitações, falta de ar ou problemas mais graves.
  • Dificuldade de ouvir os demais: as redes sociais podem ser uma droga cuja intenção é evitar a dependência. Por isso, pais, familiares e amigos aconselham o usuário, mas não adianta nada. Ele fica cego e acredita que está apenas consumindo de forma equilibrada, no entanto, passa horas em total solidão. Isso é perigoso!

Fique de olho! 

Como falamos, as redes sociais podem trazer diversos problemas casuais e internos. Caso identificou alguém ou você mesmo está passando por alguns desses sintomas, procure alguma ajuda profissional com urgência. Sua vida é o bem mais precioso e você precisa se preservar de sentimentos que possam lhe fazer mal.