Dentadura ou implante? Entenda as diferenças e vantagens

Conheça as vantagens e desvantagens de cada opção

Um sorriso bonito, além de elevar a nossa autoestima, é sinônimo de saúde. Não é à toa que a perda dos dentes é um problema que causa enorme constrangimento. O prejuízo não é só estético, mas também afeta a mastigação e ingestão dos alimentos. A boa notícia é que a odontologia tem soluções para o problema.

Para nós, da MetLife, o seu bem-estar é prioridade. Por isso vamos explicar as diferenças entre a dentadura e o implante. Confira as nossas dicas e lembre-se de procurar um bom dentista para avaliar o seu caso.

Por que escolher a dentadura?

As dentaduras são próteses removíveis utilizadas quando todos os dentes foram perdidos. Elas se encaixam nas gengivas e são formadas por um conjunto de dentes para o maxilar superior e um para a parte inferior, a mandíbula. 

Antes de começar a usar uma dentadura a sua gengiva precisa estar saudável, por isso é indispensável procurar um dentista. É ele também quem vai avaliar a sua boca para definir o molde ideal para você.

Vantagens e desvantagens da dentadura

A principal vantagem da dentadura é financeira, já que ela tem custo mais baixo. Por ser encaixada sem necessidade de cirurgia ou anestesia, oferece menos riscos de infecções.

A adaptação do paciente também é mais rápida e costuma levar poucos dias. Essa opção ainda soluciona o problema de quem não tem a estrutura óssea das mandíbulas adequada para a implantação de dentes.

Uma desvantagem é que, se não estiver bem fixada, pode soltar ou atrapalhar a mastigação. Quem usa dentadura deve ficar atento e visitar regularmente o dentista, pois pode haver atrofia do osso da gengiva.

O risco de aftas, placa bacteriana e infecções pode ser alto se as dentaduras não forem higienizadas, por isso é necessário removê-las depois das refeições para fazer uma boa limpeza.

Implante

Os implantes dentários substituem de forma permanente os dentes perdidos. Eles têm como base uma haste de titânio, que é inserida no osso do maxilar ou da mandíbula, dentro da gengiva. O implante é feito pelo dentista com uso de anestesia.

Em alguns casos, não basta preencher os espaços deixados pelos dentes perdidos. É comum o paciente chegar no consultório de descobrir que precisa extrair dentes com problemas e substituí-los por um implante.

O procedimento de encaixe do implante é relativamente simples e a adaptação ao novo dente leva em média 6 meses, segundo especialistas. É indicado evitar esforços e fazer atividade física na primeira semana após a implantação.

Vantagens e desvantagens do implante dentário

Os implantes substituem a raiz, por isso fixam perfeitamente o novo dente que é encaixado neles. Por essa razão, são ideais para a melhora da mastigação e não têm risco de soltar.

Outra vantagem é que são definitivos: depois de colocados, não precisam de substituição ou reparação. A higiene também é um ponto positivo: para manter a boca saudável depois do procedimento, basta escovar os dentes e usar fio dental.

A desvantagem deste tratamento é, sem dúvida, o preço, já que o custo do material e do procedimento é alto.

Por ser um procedimento invasivo, oferece risco de infecção. Outra desvantagem é que os implantes não podem ser adotados por todos. Eles são contraindicados por quem tem diabetes, problemas cardíacos de alto risco ou osteoporose. Paciente de câncer em tratamento de quimioterapia também não devem se submeter ao procedimento.

Depois de conhecer melhor as opções e saber quais são as vantagens e desvantagens de cada uma, procure um dentista e converse com ele sobre as suas necessidades. Só um profissional poderá definir qual é o melhor tratamento para você.