Descubra a diferença entre alergia e intolerância alimentar?

Diferentemente da intolerância, as alergias podem levar à morte

Quantas pessoas você conhece que se descobriram "alérgicas" ao glúten? Muitas? Então, durante a última década as pessoas passaram a se preocupar mais em detectar alimentos que trazem mal estar à sua saúde, mas muitas das vezes, ou por autodiagnóstico ou por falta de orientação, acabam confundindo os termos alergia e intolerância, que são coisas bastante diferentes, sobretudo no quesito severidade da reação.

Saúde física e mental são prioridade para nós da MetLife, e acreditamos que informação, educação e suporte são as melhores formas para que você e sua família façam as escolhas certas e se sintam protegidos.

A alergia alimentar é uma reação imunológica mediada por imunoglobulinas E (IgE) específicas e ocorre após a ingestão ou contato com um determinado alimento. Na intolerância alimentar, formam-se anticorpos IgG para combater as proteínas desses alimentos.

Apesar de alguns de seus sintomas se confundirem, elas têm origem diferentes e cada uma demanda cuidados específicos no tratamento.

É bom ressaltar que a intolerância causa mal estar e problemas digestivos, porém é mais leve. Enquanto a alergia alimentar pode ser severa e até mesmo letal em alguns casos.

Intolerância alimentar

A intolerância alimentar é causada pela carência de uma enzima que processaria um certo nutriente, como por exemplo glúten ou lactose, e pode demorar horas ou até dias para se manifestar. Os sintomas geralmente ficam restritos ao sistema digestivo, gerando dores abdominais, gases e enjoo, mas ao contrário da alergia não tem risco de morte. Pessoas com síndrome do intestino irritável, doença celíaca ou hipersensíveis a aditivos alimentares também apresentam intolerâncias alimentares.

Em alguns casos, o indivíduo pode consumir pequenas doses desse determinado alimento ou até mesmo repor a enzima em falta para poder manter esse hábito alimentar moderadamente, mas sempre com supervisão médica.  

Alergia alimentar

Geralmente aparece já durante a infância (mas pode se manifestar na fase adulta) e acontece quando o organismo reage à proteínas específicas de um alimento como invasoras e manda células de defesa para combatê-las. Essa reação imunológica pode afetar vários órgãos do corpo e causar até mesmo um choque anafilático. Entre os sintomas após a ingestão estão: inchaço nos lábios, coceira, tosse, diarreia, edema de glote e falta de ar. A pessoa DEVE ser levada ao hospital. Mesmo que já tenha tido previamente uma reação alérgica, porém leve quando em contato com aquele alimento, nada impede que ataques mais sérios aconteçam, portanto, procurar ajuda médica e riscar o item do cardápio são medidas importantes.

A medicina tem apostado na imunoterapia como tratamento preventivo, porém devido aos muitos efeitos colaterais, ela só pode ser administrada em hospitais.