Entenda o que é biohacking e como será o futuro do seu corpo

O principal objetivo do biohacking é hackear o corpo e encontrar meios de otimizar todo seu funcionamento

Você já imaginou como seria se pudesse desbravar todo o mecanismo de seu corpo e potencializar o seu funcionamento? É assim que funciona o biohacking, uma técnica revolucionária que tem a intenção de aumentar o seu desempenho em todos os sentidos.

Nós da MetLife sempre trabalhamos para que sua vida seja mais produtiva e plena, em todos os aspectos. Por isso, você vai entender um pouco mais sobre o biohacking e como ele pode mudar o futuro do seu corpo. Acredite, você pode se tornar uma espécie de “super-humano”, capaz de desenvolver facilmente algumas atividades antes consideradas impossíveis.

O que é biohacking?

Trata-se de uma técnica que usa tanto a tecnologia quanto a biologia para formar humanos capazes de elevar seu desempenho corporal ao nível máximo. O biohacking tem o objetivo de fazer uma espécie de mapeamento de todo o organismo para descobrir pontos falhos e melhorá-los, elevando a potência e a capacidade do indivíduo.

Na abordagem interativa, as pessoas visam melhorar exponencialmente o desempenho do próprio corpo, utilizando implantes ou tomando substâncias que melhoram a sua capacidade. Estes biohackers, conhecidos como grinders, usam a tecnologia e a ciência para conquistarem uma espécie de super poder, que antes eram vistos somente em filmes.

Implantes de chips e injeções

O mais interessante nessa inovadora técnica é a realização de implantes de chips dentro do cérebro para controlar aparelhos eletrônicos com as mãos ou amplificar a audição a níveis surpreendentes, jamais vistos antes pela ciência.

Existe também um caso muito famoso e polêmico de injeções de hormônios que desenvolvem uma espécie de visão noturna. Depois de tomar a injeção, o ser humano poderia enxergar no escuro como se fosse de dia e com total nitidez.

No entanto, você pode adotar a técnica do biohacking sem qualquer tipo de intervenção. Algumas influências e hábitos externos podem elevar sua capacidade corporal em pouco tempo. 

Interface cérebro/máquina: desempenho sobre-humano

A ideia de que você pode se transformar em um ciborgue dos filmes, pode se tornar realidade em pouco tempo. Os modernos chips podem ser implantados no cérebro e vão permitir você realizar atividades que antes eram impensáveis de serem feitas.

A ciência está evoluída nesse sentido e, cada vez mais, são descobertas mais substâncias, métodos e ferramentas para incrementar nosso corpo. Com a tecnologia do microchip e das injeções com substâncias que permitem uma pessoa ter “poderes extraordinários”, estamos criando super-humanos. Quem viver, verá!

Você pode até não concordar com essa inovadora técnica, mas o biohacking chegou para ficar. Com os avanços da medicina e da tecnologia, ele é cada vez mais comum e muitas vezes necessário.