A curiosa relação entre exercícios físicos e enxaguantes bucais

Estudo indica que o uso de enxaguantes bucais pode inibir os efeitos dos exercícios físicos

Para manter a boa saúde dos dentes e gengivas, é necessário uma escovação diária 3 vezes ao dia, o uso do fio dental e de um bom enxaguante bucal. Afinal, manter um belo sorriso requer disciplina constante. Mas você sabia que o uso de enxaguantes bucais pode inibir os efeitos benéficos das atividades físicas no organismo? A MetLife preparou esse artigo que vai te mostrar como e porque isso acontece com nosso corpo. 

Os enxaguantes bucais matam bactérias importantes

Segundo uma pesquisa feita no Reino Unido e na Espanha, algumas bactérias presentes na saliva e que são fundamentais para regular a pressão arterial, são afetadas pelo uso de enxaguantes bucais. Ou seja, as pessoas que utilizam esse importante produto depois de fazerem qualquer prática esportiva, podem se beneficiar menos dessas atividades. Os microorganismos presentes na boca são importantes para a manutenção da boa saúde. 

A pressão arterial é diretamente afetada 

Durante a prática de atividades físicas aeróbicas, ocorre a dilatação dos vasos sanguíneos, o que faz que toda a circulação de sangue permaneça mais alta, ocasionando o que os médicos chamam de hipotensão pós exercício. Ou seja, a pressão arterial fica mais baixa, mesmo algumas horas após a prática esportiva. O problema é que as bactérias responsáveis por essa redução da pressão arterial são eliminadas pelo uso dos enxaguantes bucais. 

O ideal é não usar enxaguantes bucais logo depois de se exercitar

Ainda segundo a pesquisa, o ideal é que os enxaguantes bucais não sejam usados logo depois das atividades físicas, pois o nosso corpo, mesmo após os exercícios, ainda sente os benefícios dos mesmos. Por isso, você pode usar enxaguantes bucais de 2 formas: antes de se exercitar ou cerca de 3 horas depois, para se ter os efeitos positivos das atividades físicas. 

O uso de enxaguantes bucais deve ser moderado

O recomendado pelos dentistas é que os pacientes tenham moderação no uso de enxaguantes bucais. O ideal, segundo os especialistas, é que você faça bochechos de 30 segundos com uma pequena dose deste produto, logo após a última escovação do dia. Uma boa dica é usar a tampa do mesmo para medir a quantidade. Por via de regra, cerca de 15 ml do produto por dia já é suficiente para manter uma boa higiene bucal. 

O fato é que devemos ter cautela e não exagerar no uso dos enxaguantes bucais.