Filtro Solar: como escolher o melhor para você

Entender as diferenças, a proteção e como aplicar. Se proteja e faça seus dias ensolarados serem ainda melhores

Os cuidados com a pele e a prevenção contra os efeitos nocivos do sol, ano a ano, ganham cada vez mais recursos e técnicas. Porém, nenhuma delas é tão importante quanto o uso do filtro solar que, apesar de amplamente usado e conhecido, ainda gera dúvidas no momento da escolha e da aplicação. 

Por isso, selecionamos para você algumas dicas para auxiliar na escolha do protetor ideal para cada tipo de pele. Confira! 

Afinal de contas, o que é o FPS? 

O FPS é um parâmetro aferido em laboratório para medir a efetividade do filtro solar contra a radiação UVB. O detalhe importante é que ele não é algo exato, ou seja, o fator 60 não tem grau de proteção dobrado em relação ao 30. Ele protege a pele por mais tempo, mas não o dobro do valor anterior.  

Quando usar protetor solar? 

A Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda que todas as pessoas usem filtro solar, com FPS de no mínimo 30, em qualquer época do ano, todos os dias. É importante que o filtro escolhido seja capaz de bloquear os raios UVB e UVA, proteção que, praticamente, todos os produtos disponíveis no mercado oferecem. 

O filtro solar correto para você 

A escolha do melhor protetor solar não pode ser realizada levando em conta somente o FPS. É importante que fatores como tonalidade e características da pele, histórico de problemas dermatológicos e idade sejam levados em consideração ao escolher o produto. 

Os dermatologistas ressaltam que as loções cremosas são as mais indicadas para proteger o corpo. Já no momento de realizar a escolha do melhor produto para o rosto, todas as características da pele precisam ser analisadas, para que a aplicação não ocasione ressecamento ou oleosidade excessiva.  

Em todo caso, conversar com um profissional é essencial. 

Os tipos de protetor solar e a forma correta de aplicação 

Para garantir que o protetor solar irá realmente cumprir com o seu papel, é importante conhecer os diversos tipos e então fazer a melhor escolha. Basicamente, existem cinco modalidades: o hidratante, o antioleosidade, o antipoluição, o com maquiagem e o antirrugas. 

A diferença dessas categorias está na composição. 

O hidratante, por exemplo, é indicado para peles ressecadas, o antipoluição e o antirrugas apresentam antioxidantes - para preservar as características da pele -, o antioleosidade combate a oleosidade excessiva, enquanto os protetores que compõem a maquiagem trazem em sua fórmula pigmentos de cor.  

Com isso, é importante entender que o grande segredo para uma proteção 100% eficaz está diretamente ligada a forma como o produto é aplicado.  

Usando da forma correta 

Os dermatologistas recomendam que seja aplicado a quantidade de uma colher de chá para rosto e pescoço, ou o equivalente ao tamanho de uma ervilha, se for usar somente no rosto. 

Para o restante do corpo, deve ser usado uma colher de chá para cada parte - braços, tórax, barriga -, e duas colheres de chá para cada perna. O indicado para as crianças é que elas utilizem a metade da quantidade usada em um adulto. E é sempre bom lembrar que o protetor precisa ser reaplicado após entrar na água ou a cada duas horas.