Games online fazem realmente mal à saúde?

Será que essa ideia de que os jogos eletrônicos são perigosos fazem sentido? Descubra!

Em um mundo onde a tecnologia tomou conta das funções manuais, é cada vez mais comuns os jovens consumirem jogos online. Seja pela facilidade do acesso ou da resolução mais fiel aos personagens, o game virtual vira febre por onde passa. 

Os números mostram a fidelidade dos internautas. Segundo a Pesquisa Game Brasil 2019, 66,3% são brasileiros que possuem o hábito de jogar games eletrônicos, independentemente da plataforma, e 58,6% deles fazem desses jogos sua principal forma de entretenimento. Mas será que os games são prejudiciais à saúde? 

Aqui na MetLife nós preservamos o bem-estar de todos, e acreditamos que para tudo é necessário equilíbrio. Por isso, mostramos para você as vantagens e desvantagens dos jogos eletrônicos. 

Agilidade no raciocínio 

Alguns pesquisadores afirmam que esses tipos de jogos são úteis para quem trabalha em ritmo intenso, isso porque aumenta a adrenalina e consequentemente o nível de agilidade na hora de resolver certas questões. Por exemplo, se você costuma ser mais vagaroso em alguns pontos na sua vida, esse hábito pode favorecê-lo positivamente. 

O mais interessante da pesquisa é que até os mais velhos querem resgatar a rapidez perdida com a idade, dizem os especialistas. 

Criatividade 

Há certa ressalva dos pais em relação aos jogos para crianças, mas alguns testes apontam que depois de passarem por testes de criatividade, as crianças usuárias de jogos eletrônicos mostraram ser mais criativas. Apesar de os meninos jogarem mais do que as meninas, a influência positiva dos games não difere entre os gêneros. 

Aumento da visão espacial 

A visão periférica que nós temos pode ser expandida com os games online, isso porque melhora as habilidades de visão espacial, podendo ajudar no bom desenvolvimento em áreas da ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Baixo índice de agressividade em meninas 

Como o celular e o computador, os jogos eletrônicos têm a sua função educacional. Normalmente meninas adolescentes que jogam com seus pais apresentam comportamento menos agressivos, saúde mental superior e ligações mais fortes com a família. 

Segundo uma pesquisa feita pela Brigham Roung University, os Estados Unidos, 20% das meninas, entre 11 e 16 anos, tiveram resultados benéficos.  

Fazer novos amigos 

Os jogos online fazem muitos usuários se aproximarem de pessoas desconhecidas. Esse é o momento de conhecer quem está do outro lado da telinha, transformando o contato virtual em físico. 

Desvantagens: 

Menor controle emocional 

Como os games online são em maior quantidade do que os físicos, quem gosta de jogos violentos tende a jogar com mais frequência. Assim, aumenta o número de jogadores homens agressivos porque altera a parte frontal do cérebro, que controla a cognição e a emoção. 

Obesidade 

Assim como a TV, os jogos de computador despertam maior apetite, fazendo com que os usuários consumam mais comida do que o necessário. Como eles comem sem parar conforme o jogo, isso acarreta o aumento da obesidade. 

Conclusão 

Os games online têm seus dois lados. O importante é saber equilibrar esses momentos de diversão. Caso os pais tenham dificuldade em lidar com o comportamento dos filhos, é importante procurar uma ajuda profissional.