Gravidez e restrições: descubra os mitos

Estar grávida é algo natural e deve ser vivido com tranquilidade. Conheça alguns dos mitos mais conhecidos e descubra a verdade sobre eles

Com os avanços tecnológicos, a entrada da mulher no mercado do trabalho, o aumento da esperança de vida, muitas mulheres decidem adiar a maternidade até uma idade em que se sintam mais realizadas profissionalmente.

Neste sentido, a MetLife está atenta a saúde e o bem estar das gestantes e preocupa-se com a transmissão de informações corretas sobre preocupações relacionadas com a gravidez.

Mas há alguns mitos que prevalecem. Selecionamos seis para que você descubra o quanto têm de verdade e tenha uma gravidez mais tranquila. Você merece!

1. Pintar o cabelo é prejudicial à saúde do bebê

A vaidade da mulher não deve ser descurada durante o período de gestação. Muito pelo contrário. Inclusive, o número de mulheres que relatam modificações positivas como crescimento e fortalecimento do cabelo, unhas menos quebradiças é significativo. 

Se pintar o cabelo faz parte da sua rotina, é uma prática a manter. O risco de absorção de substâncias tóxicas pelo seu bebê é ínfimo. 

No período gestacional, privilegie tintas sem amoníaco e espaços ventilados para evitar potenciais náuseas.

2. Viajar de avião? Só no primeiro trimestre.

Se você está grávida e planeja uma viagem para breve, escolha o segundo trimestre da sua gestação. Nesta fase, a sua mobilidade ainda não está comprometida e provavelmente os enjoos e desconfortos do primeiro trimestre já terão passado. Para além de diminuir os riscos de aborto espontâneo.

3. Desejos devem ser (sempre) atendidos

Muitas mulheres relatam desejos durante a gravidez: dos mais comuns aos mais estranhos. Doces, comidas especiais,combinações inusitadas entre ingredientes: há exemplos para todos os gostos! Mas qual é o mito? 

A crença popular afirma, com convicção, que se um desejo de uma grávida não for atendido, o bebê nascerá com a forma do desejo em questão.

O que há de verdade? Os desejos realmente existem e estão relacionados com deficiências de nutrientes.  

4. Esqueça o café

Como resistir a uma boa xícara de café? Se você está grávida e curte esta deliciosa bebida, não há risco para a saúde do seu bebê, desde que beba-a com moderação: duas xícaras diárias é o ideal. 

Em excesso, poderá comprometer a absorção de cálcio - tão importante para o desenvolvimento do seu bebê. O mesmo princípio vale para bebidas com cafeína.

5. Nem ovos, nem frutos do mar

Estes alimentos não são prejudiciais para a saúde da gestante e do bebê, desde que bem cozinhados. 

Geralmente, os ovos, mariscos e frutos do mar, representam um perigo para a saúde no caso de serem mal confeccionados. Ao ingerir, certifique-se que estão em bom estado de conservação.

6. Comer pelos dois

Provavelmente este é um dos mitos mais antigos quando se trata de gravidez. Felizmente, esta ideia está sendo desmistificada: uma grávida saudável precisa de ter uma dieta saudável. 

Isso não implica em restrição alimentar, mas sim em reeducação alimentar. Uma alimentação balanceada evitará o aparecimento de doenças como a diabete gestacional.

Viva a sua gravidez em pleno. Nós, da Metlife, estamos aqui para ajudar!