IDH de sua cidade e seu tempo de vida: existe relação?

Qualidade de vida ao redor por influenciar em sua saúde?

Em um mundo com grandes transformações, a expectativa de vida do brasileiro aumentou em decorrência de diversos fatores. O crescimento da longevidade tem relação comparativa com os dados apresentados anualmente pelo IDH, o Índice de Desenvolvimento Humano. Caso não saiba, o IDH é calculado pelos seguintes fatores: educação, expectativa de vida e renda familiar. Agora, você já imaginou como isso pode interferir em sua vida? 

Nós, da MetLife, entendemos que para se viver melhor, é imprescindível cuidar da própria saúde. Por isso, trazemos para você informações sobre como o IDH reflete na sua longevidade. 

Como o IDH do Brasil influencia na sua vida?

Nos últimos anos, o Brasil tem sofrido uma pequena queda no seu IDH. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), o país se mantém estagnado na 79ª posição, em 2010, estava na 73ª. Em contrapartida, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) anunciou a expectativa de vida dos brasileiros em cima do IDH: 75,5 anos. Apesar do aumento do indicador social, o país ainda se encontra abaixo da realidade de muitos países desenvolvidos. 

Regionalmente, Santa Catarina apresenta a maior expectativa de vida, de 79,4 anos, seguida por Espírito Santo, 78,5 anos; Distrito Federal, 78,4 anos, e São Paulo, 78,4 anos. O Rio Grande do Sul (78,0 anos), Minas Gerais (77,5 anos), Paraná (77,4 anos) e Rio de Janeiro (76,5 anos) são os únicos superiores à média nacional. No outro extremo, com as menores expectativas de vida, estão Maranhão (70,9 anos) e Piauí (71,2 anos). Qual será a da sua região? Vale entender para identificar a possibilidade de como será o seu futuro.

O que nos faz ser mais saudáveis?

Vivemos com muitas expectativas, aliás, passamos parte da nossa existência em busca delas, mas para saber se chegaremos ao índice da região em que habitamos, tudo dependerá dos cuidados que temos conosco. Enfim, você está cuidando de si?

O crescimento do ciclo de vida é recorrente de como as pessoas preservam melhor a sua saúde. A boa alimentação é um dos princípios da longevidade. Não é mais novidade que o consumo de verduras, frutas e legumes já faz parte do prato do brasileiro. A adição de produtos orgânicos e integrais, expostos em lojas específicas, aumentou a vontade de cuidar do próprio organismo. 

Ficar com o corpo esbelto fez com que sedentários aliassem suas rotinas diárias em momentos na academia, grupos de ginástica ou corridas em parques, praias e praças. Se antes era algo exclusivo para atletas e halterofilistas, atualmente a febre se proliferou.

A água, um dos maiores bens naturais, também integra o número dos indicadores em razão do tratamento do líquido e do esgoto nos sistemas de hidratação. O mercado produtivo entendeu o recado e criou versões de água gaseificada e gustativas para atrair clientes, consequentemente, um aproveitamento mais saudável. 

A relação do IDH da sua cidade com o seu tempo de vida é mais abrangente do que parece. Além dos exemplos citados, vale os fatores externos da sua região como poluição ou violência, e internos, como a ansiedade decorrente por estresse no trânsito, por exemplo. O importante é você preservar a sua vida com coisas positivas para que chegue à longevidade saudável e feliz.