3 exercícios de meditação para enfrentar a quarentena

Respirar, esvaziar a mente e pensar positivo: conheça essas e outras dicas

A vida sempre foi corrida. Agora, com o isolamento social, ela é corrida e cheia de preocupações com o futuro. Mas, você pode - e até deve - , recorrer a algumas técnicas de relaxamento para viver o dia e encarar melhor os desafios.

A MetLife separou algumas dicas básicas de relaxamento e meditação para ajudar você nessa jornada. Vem com a gente!

Respirar pelo nariz, soltar pela boca 

O exercício é simples mas é a base de muitas técnica de Yoga, porque ela faz com que tenhamos consciência da importância do ar em nosso corpo, além de nos ajudar a desligar do mundo exterior e nos concentrarmos no fluxo de nosso próprio corpo.

Para fazer isso, sente em uma cadeira com a coluna renta. Os pés devem tocar o chão completamente. Imagine uma linha reta que vai do topo de sua cabeça até o final de sua coluna e mantenha-a reta. Feche os olhos. Inspire contando até cinco, bem lentamente. Depois expire contando até 10, ainda mais lentamente. Repita o movimento 10 vezes.

Faça isso quantas vezes quiser por dia. Sempre que sentir que precisa dar uma sintonizada.

Esvaziar a mente completamente 

Este exercício ajuda a combater a ansiedade e até na hora de tomar decisões difíceis. Com a cabeça livre de ruídos e pensamentos insistentes e/ou negativos é mais fácil encarar o dia. 

Repita a posição do exercício anterior. Agora, pense em sua mente como um imenso jardim. Nele, existem diversas flores e plantas diferentes, além de algum capim e ervas daninhas. Projete uma cena na qual, com as mãos, você vai retirando cada espinho, cada planta que está prejudicando o crescimento de outra. 

A cada ramo retirado você caminha até o portão desse jardim, deposita o ramo em uma lata de lixo colocada do lado de fora e volta lentamente. É importante que você realmente simule o tempo mental de fazer isso uma planta de cada vez. Ao final, passeie pelo novo jardim admirando cada planta que ficou.

Sentir-se pleno no momento presente 

Somando o primeiro exercício e o segundo, tente se concentrar somente em SENTIR o seu corpo no momento presente. Comece pelas pontas dos dedos dos pés, imagine sua energia vital subindo pelas pernas, abdômen, peito, braços, mãos etc.

Vá e volte repetindo essa observação presente no momento e concentre-se nos detalhes, nas cicatrizes da infância, no formato das unhas e demais detalhes que você perceber. Focar exclusivamente na plena presença é uma forma de desligar da aceleração do dia a dia e relaxar.

Praticando respiração, atenção e a consciência de sua plena presença os dias podem ficar mais leves. Além de que reservar um tempo para você mesmo é tudo de bom, não é mesmo? Pense nisso!