Mitos e verdades da Homeopatia

Conheça sobre como a homeopatia age na cura de doenças

Com a pressa do dia a dia, às vezes não paramos para entender melhor como funcionam alguns métodos de tratamento de saúde. A homeopatia é uma medicina alternativa que ainda não é bem clara para muitas pessoas. Sendo assim, muitos mitos são propagados sobre ela.

Nós da MetLife sentimos que é preciso esclarecer alguns pontos sobre essa forma de tratamento. Por isso, separamos alguns mitos e verdade sobre a homeopatia. Confira!

Os remédios da alopatia podem ser utilizados juntos com os homeopáticos

Sim, os remédios homeopáticos e alopáticos podem ser utilizados juntos sem nenhum problema. Até porque, há medicamentos da alopatia que são muito importantes para manter certas funções do organismo do paciente em funcionamento, como, por exemplo, os remédios para pressão alta, diabetes ou triglicerídeos.

Porém, é importante manter ambos os médicos informados a respeito de todos os medicamentos que se está ingerindo. Assim, eles podem trabalhar de forma conjunta para curar a doença.

A homeopatia é considerada uma medicina preventiva

Segundos os médicos homeopatas, os medicamentos homeopáticos agem profundamente e equilibram a energia do paciente, bem como melhoram o funcionamento dos sistemas e órgãos.

Dessa forma, com o organismo mais forte é possível prevenir doenças. Tanto as que estavam em seu início como as que ainda não surgiram, mas poderão surgir se o paciente não estiver com seu organismo forte e saudável.

A homeopatia atua em qualquer caso

Este é um mito. Pois há situações em que a homeopatia não consegue atuar, como em doenças terminais e cirurgias. Ela até pode ser utilizada como complemento, mas sozinha não será suficiente.

Isso acontece porque os remédios utilizados por essa medicina são estímulos energéticos e para que eles sejam eficientes é preciso que o paciente reaja de forma positiva a eles. Já na alopatia, os medicamentos atuam direto na doença, para minimizar os sintomas e agir contra o que está atacando o organismo.

A homeopatia é eficiente para tratar doenças crônicas

Essa afirmação é verdadeira. Aliás, a homeopatia trata principalmente as doenças crônicas. Isso porque, seu tratamento tem o objetivo de aumentar a resistência do organismo. Dessa forma, ele fica mais forte para combater doenças, como asma, amigdalite, cólicas menstruais, reumatismo, entre outras.

A homeopatia tem foco no doente e não na doença

Isso é verdade. Se por um lado a alopatia tem foco na doença, a homeopatia foca no paciente. Ela analisa ele como um todo, desde os sintomas físicos até os mentais. Além disso, é analisado os aspectos sociais, familiares e ambientais que estão relacionados com a atual doença.

A partir disso é receitado um tratamento específico para cada pessoa, já que mesmo que dois seres humanos tenham a mesma doença, eles podem sentir sintomas e viver em condições diferentes.

Para a homeopatia, apenas o estado emocional provoca doenças

Eis outro mito. Apesar de defender que algumas doenças surgem do desequilíbrio emocional, esse não é o único fator desencadeador. Por isso que os médicos têm uma visão holística, levando em consideração o emocional, o físico e o meio em que o paciente vive.

A homeopatia, apesar de ser vista ainda como uma medicina que não parece ser eficaz, pode auxiliar no tratamento de muitas doenças. Agora que já sabemos o que são mitos e o que é verdadeiro sobre essa medicina alternativa fica mais simples de entendermos como ela atua.