Saiba o que é musicoterapia e quais seus benefícios para a saúde

Você já ficou horas escutando uma só música porque ela fazia você se sentir bem?

O mundo sempre muda, mas muitas das músicas que escutávamos na adolescência ainda gostamos de ouvir até hoje. Isso acontece porque, além de gostarmos daquele estilo musical, as músicas nos fazem lembrar de sentimentos que nos fazem bem.

As músicas nos causam sentimentos e sensação de bem-estar. Nós da MetLife acreditamos nisso e por isso, hoje vamos falar sobre como musicoterapia foi criada, justamente, por conta das sensações que sentimos ao ouvir música.

O que é musicoterapia?

A musicoterapia é uma terapia que utiliza a música para tratar pacientes. Podendo ser utilizada como forma de reabilitação, prevenção ou para melhorar a qualidade de vida. Ela pode ser praticada de forma individual ou comunitária. 

A música age na mesma região do cérebro que é responsável pelas emoções. Assim, dependo da música que escutamos, podemos nos sentir mais motivados e alegres ou mais introspectivos. Sendo assim, é importante procurar um musicoterapeuta para que ele indique as músicas a serem ouvidas e por quanto tempo deve ser feita a prática. 

Para quais casos a musicoterapia pode ser aplicada?

Autismo

O autismo é um transtorno que causa problemas no comportamento social, nos processos de comunicação e no desenvolvimento da linguagem das crianças. Assim, a musicoterapia pode auxiliar na comunicação e autoexpressão, por meio dos instrumentos musicais.

Amnésia 

É comprovado cientificamente que a música pode amenizar a amnésia. Isso pode acontecer quando um paciente toca um instrumento ou quando está apenas ouvindo uma música.

AVC

A musicoterapia tem ajudado pacientes que tiveram derrames. Isso se dá, devido à música ser capaz de estimular interações sociais e despertar emoções. O que acaba auxiliando na recuperação do paciente.

Doenças cardíacas 

A música consegue reduzir a pressão sanguínea e a frequência respiratória e cardíaca em pacientes com Doença Arterial Coronária. Além disso, ela consegue reduzir os níveis de estresse.

A nova experiência sensorial ASMR 

Algo que vem crescendo muito nos últimos anos e que tem relação com o som que ouvimos é o ASMR, em inglês Autonomous Sensory Meridian Response, ou no português “resposta sensorial autônoma do meridiano”. 

O ASMR são sons produzidos ao passar as unhas nos dentes de um pente, ao sussurrar ou ao amassar papel. Esses sons são gravados em vídeo e tem sido disponibilizados na internet. 

A questão é que para muitas pessoas, esse tipo de som é relaxante e reduz a ansiedade, depressão e até ajuda a dormir. Porém, para algumas outras pessoas esses mesmos sons são irritantes.

De acordo com pesquisas, as pessoas que se irritam e as que relaxam com o ASMR ativam áreas diferentes do cérebro quando se sentem relaxadas. Quem gosta de ASMR ativa áreas relacionadas à visão, informação sensorial e movimento.

Como se pode ver, a música e o som estão sendo utilizados para o benefício da saúde humana. A musicoterapia pode ser um excelente instrumento para auxiliar no tratamento de doenças e para promover o bem-estar.