Histórias reais: famosos na história com transtornos mentais

Transtornos de saúde mental não são um fenômeno atual. Conheça algumas histórias de famosos que marcaram a história da humanidade

Depressão, transtorno obsessivo compulsivo, distúrbios alimentares são alguns dos exemplos de doenças que afligem muitas pessoas em todo o mundo. Mas não são novidade. Atualmente, a informação e a prevenção destas doenças estão em pauta, mas o seu surgimento é tão antigo quanto a humanidade.  

Conhecer histórias reais é uma maneira de melhor compreender este tipo de transtornos mentais e por isso a MetLife preparou um artigo especial com histórias de pessoas famosas que você pode nem imaginar que lidaram com os sintomas destas doenças.

Escritores, pintores, políticos e cientistas muitos são os exemplos de famosos que, no decorrer da história, sofreram de transtornos de saúde mental. Conheça sete histórias reais.

1. O inventor da aviação: Santos Dummont

Viajar de avião é, hoje, algo natural e frequente. Talvez você já saiba que o inventor brasileiro Santos Dummont é um dos pioneiros da aviação no mundo - é dele o projeto do avião 14 Bis. Mas o cientista conviveu durante a vida com uma depressão severa, suicidando-se.

2. A princesa do povo: Diana de Gales

Mundialmente conhecida, a Princesa Diana declarou, numa entrevista, em 1995, que sofria de bulimia e que também teve depressão pós-parto. Atualmente, seus filhos, os Príncipes William e Henry, apoiam iniciativas que alertam para a necessidade da divulgação e conhecimento dos transtornos de saúde mental. 

3. A orelha de Van Gogh  

O pintor Vincent van Gogh é reconhecido pelo seu talento artístico, mas também pela sua biografia marcada por episódios de surtos psicóticos. Provavelmente o mais conhecido é o da orelha esquerda decepada e enviada, em 1888, ao pintor Gauguin, como símbolo do fim da amizade. Muitos investigadores identificam no padrão comportamental de van Gogh traços de bipolaridade e borderline.

4. O “cão preto” de Winston Churchill

O famoso Primeiro Ministro britânico Winston Churchill travou várias batalhas - e não foi só a Segunda Guerra Mundial. No livro que conta as suas memórias, o político inglês escreveu a célebre frase:  “Eu tenho um cão preto e seu nome é depressão”. 

5. O gênio italiano – Michelangelo

Michelangelo é um dos ícones do Renascimento. O afresco do teto da Capela Sistina, no Vaticano é só um dos exemplos das inúmeras obras realizadas pelas mãos deste artista multifacetado. Pesquisas recentes indicam que o gênio da Renascença, possivelmente, sofreria de transtorno obsessivo compulsivo e de síndrome de Asperger.   

6. A sinfonia de Ludwig von Beethoven

O músico alemão Ludwig von Beethoven é conhecido não só por sua obra, mas também pela sua surdez. Inclusive, esta limitação não o impediu de compor as mais belas sinfonias. Mas há outro dos traços marcantes da sua personalidade que é mais desconhecido: as oscilações de humor e os ataques coléricos referenciados pelo seu círculos de amigos. Estes comportamentos estariam associados a bipolaridade.

A MetLife acredita na saúde como um todo e por isso compreende que os transtornos mentais são doenças limitativas à saúde emocional e física de seus portadores e a integração do indivíduo na sociedade.