Tratamentos estéticos: como cuidar da beleza sem correr riscos

Saiba alguns cuidados importantes antes escolher o cirurgião plástico

O mundo está mudando mas, embora parte da sociedade tenha passado a questionar os padrões de beleza, a perfeição estética ainda é o objetivo de muita gente. E nessa busca, muitos recorrem a tratamentos sem avaliar os riscos de procedimentos estéticos realizados sem segurança.

Procedimentos muito procurados, como lipoaspiração, preenchimento labial, dos seios e do bumbum, podem parecer simples, mas devem ser executados por profissionais sérios e em clínicas apropriadas. Caso contrário, podem causar sérios danos à saúde e até a morte.

A sua saúde é prioridade! Por isso nós, da MetLife, listamos alguns cuidados que você deve tomar antes de recorrer a tratamentos estéticos.

Procure um cirurgião plástico qualificado

O brasileiro é vaidoso! Dados da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) mostram que são realizadas mais de 80 mil cirurgias estéticas no Brasil todos os meses. Algumas intervenções, no entanto, exigem mais atenção mudar o corpo.

Isso porque, se não forem realizadas em situações ideais de higiene e por um cirurgião plástico qualificado, os resultados podem ser desastrosos. Deformações, infecções, necessidade de novas cirurgias e até mesmo a morte são alguns dos riscos de procedimentos estéticos mal feitos.

Confira no site da SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica se o médico tem especialização em cirurgia plástica. Vale checar também se o profissional tem um site para obter mais informações sobre ele. Além disso, você pode pesquisar em fóruns online para saber a opinião de outras pessoas sobre o médico e verificar se ele participa de congressos, tem publicações científicas, e quantas cirurgias realizou.

Expectativa x riscos

Se você entra no consultório pedindo ao médico para ficar com o bumbum igual ao da atriz famosa, cuidado! Procedimentos estéticos melhoram a nossa aparência, mas não fazem milagres. Desconfie de profissionais que prometem resultados irreais.

Um bom médico vai deixar claros os riscos envolvidos no procedimento e dar ao paciente expectativas realistas sobre os resultados.

Ele também deve escutar com atenção e suas expectativas e fazer perguntas sobre seu histórico médico.

Fique atento ao local do procedimento

O consultório e a clínica onde o profissional trabalha são tão importantes quanto ele próprio. Afinal, um procedimento cirúrgico requer que a clínica cumpra todos os requisitos de higiene e segurança.

Fuja dos profissionais que fazem os procedimentos em locais improvisados, sem a infraestrutura necessária, como salas comerciais e até residências. Até mesmo os procedimentos considerados mais simples devem ser realizados em clínicas ou hospitais que atendam às normas estabelecidas pela Agência Nacional de Segurança Sanitária (Anvisa), o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Organização Mundial de Saúde (OMS).

O barato sai caro

Você decidiu fazer o procedimento e já pesquisou tudo sobre o médico, mas vale sondar os preços praticados pelos concorrentes. O motivo: se o seu médico cobrou muito barato, desconfie. Um procedimento estético realizado com segurança não tem como ter valor muito baixo, pois envolve vários custos.