Vida na melhor idade renovada: conheça novos espaços de convivência para idosos

Parque do idoso e moradia compartilhada para quem tem mais de 60 anos, já são uma realidade em alguns lugares do Brasil

Ao longo da nossa vida, temos diversas ambições. Uma delas é chegar à terceira idade com saúde, dignidade, qualidade de vida e bem-estar. Mas isso é totalmente possível de acontecer, pois existem novos espaços de convivência para idosos que oferecem uma invejável infraestrutura para quem já passou dos 60 anos viver dias cada vez melhores. 

A MetLife preparou esse artigo que vai te mostrar alguns exemplos de como os idosos podem aproveitar melhor a vida com toda a tranquilidade.  

Moradia compartilhada

A cidade de Curitiba (PR) apostou na inovação e criou a moradia compartilhada para idosos. Trata-se de um local seguro e especialmente construído para quem está na melhor idade. O principal objetivo da moradia compartilhada é oferecer mais qualidade de vida e bem-estar. O empreendimento conta com opções de moradia de curta ou longa permanência. 

Caso queira, o idoso ainda pode passar somente o dia e interagir com outros idosos ou até mesmo usufruir dos serviços oferecidos como musicoterapia, terapia ocupacional, fisioterapia, filmes, oficinas de arte, jogos recreativos, danças e grupos de passeios externos. 

Parque do Idoso

Do sul do Brasil, vamos para Manaus (AM), onde existe o moderno Parque do Idoso. É um local destinado à convivência entre pessoas que já passaram dos 60 anos de vida. São pistas de caminhada e áreas de convivência que vão proporcionar mais interatividade entre vovôs e vovós. 

Além da excelente infraestrutura, o parque ainda conta com 11 mil metros de área construída e recebe cerca de 3 mil pessoas por dia, idosos em sua maioria. O destaque do Parque do Idoso são os serviços e programas para quem está na terceira idade. Desde atividades ao ar livre até sessões de leitura e brincadeiras, podem ser feitas no local.  

Condomínios fechados para idosos

Os conjuntos residenciais exclusivos para idosos estão presente em vários países do mundo, principalmente na Europa. No Brasil, isso ainda é uma novidade. Neste tipo de habitação, os idosos encontram excelente infraestrutura, segurança, programa de atividades físicas, espaços de convivência e cuidadores experientes à disposição por 24 horas. 

Mas se você estiver pensando que o custo para esse tipo de moradia pode sair caro, está enganado. Em algumas cidades brasileiras já é possível encontrar esses condôminos destinados para idosos por um preço mensal bem acessível. É muito mais qualidade de vida para quem precisa e merece! 

Cohousing

A maioria das pessoas pertencentes à terceira idade, sentem mais necessidade de sempre ter alguém por perto. E foi pensando exatamente nisso, que surgiu a primeira vila dedicada à convivência colaborativa para pessoas com mais de 60 anos, conhecida como cohousing. 

O diferencial do cohousing, que também é bastante comum em alguns países europeus, é que os moradores participam de todas as decisões que são tomadas, desde melhorias e eventos sociais da semana até o cardápio do almoço. O objetivo do cohousing é fortalecer o conceito de trabalho em equipe e colaboração mútua, em todos os aspectos. 

Convivência, atividades e vida ativa: com essa fórmula, nossos idosos ainda serão rmuito produtivos.