Você funciona melhor de manhã ou à tarde? Entenda seu relógio biológico

Aprenda a trabalhar com seu horário interno e ganhe mais qualidade de vida.

Não dá para negar que rotinas são importantes. Apesar do peso que a palavra carrega quando vinculada a vida, se pensarmos em nosso corpo como um instrumento que precisa de descanso, nada é mais importante do que encontrar o tempo certo para dormir, acordar e fazer nossas atividades.

Na MetLife nós estamos sempre em busca de formas para auxiliar a sua saúde. Para que isso seja possível, é importante que o corpo - como um todo - permaneça sempre em foco. Portanto, entender seu relógio biológico é essencial.

Entendendo seu relógio biológico

Sabemos que em alguns momentos do dia estamos mais dispostos, falantes e prontos para a ação. Para alguns isso acontece durante o período da manhã, enquanto outros estão prontos para as tarefas só depois do meio-dia.

Basicamente, esse é o nosso relógio biológico em ação. Ele já vem acertado desde o nascimento, fatores genéticos criam seu tic-tac, e se consolida posteriormente no decorrer da vida, graças às rotinas e costumes que adquirimos.

Como entender seu horário interno e o que ele controla

Para que você aproveite seu potencial ao máximo, é importante levar em consideração que além do fator genético, razões como estilo de vida, idade, luz e calor, e - consequentemente - a rotina do seu dia influenciam em seu relógio biológico.

Afinal de contas é quase impossível ser noturno se às 7h da manhã você tem que levar seu filho para a escola, não é verdade?

Em todo caso, seu relógio biológico acaba sendo o principal indicador de ações durante toda a vida, já que ele coordena desde o horário de dormir, até comer, ir ao banheiro, produzir melatonina, e mais uma série de atividades internas importantes para o bem-estar.

Por isso, ficar atento a como seu corpo responde aos diversos momentos do dia e respeitá-los é algo importante. Afinal de contas esse processo é responsável por auxiliar nossos corpos a determinar força, concentração e resistência à dor.

Os horários da minha vida não batem com o meu relógio biológico. O que fazer?

Bem, caso você tenha descoberto ser uma pessoa matutina e seu dia vai até tarde ou vice-versa, não se desespere. É possível mudar essa sequência de ações, por meio da criação e submissão a novos fatores ambientais.

Uma das formas que melhor funciona para essa mudança é coordenar sua exposição à luz natural. Se você precisa dormir e acordar cedo, o segredo é buscar a luz solar (é importante que a luz seja natural, por causa da intensidade) logo ao acordar e evitar a exposição à alta luminosidade ao final do dia.

Se a necessidade é se manter acordado até mais tarde, busque o máximo de luz natural após sair da cama.

Truque de mestre para “acertar o relógio biológico”

Ainda existe um outro detalhe interessante que pode funcionar muito bem: Expor a parte de trás dos joelhos à luz. Pesquisas comprovam que essa parte do corpo está diretamente ligada ao estímulo do relógio biológico.

Vale sempre lembrar que leva tempo para que os efeitos desses estímulos possam ser sentidos. Então, criar uma rotina de exposição à luz é essencial para chegar ao seu objetivo.

Com essas dicas e se conhecendo melhor, a chance de acertar o seu relógio biológico e ter uma vida mais produtiva aumenta!